Usina de Letras
Usina de Letras
123 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62161 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10449)

Cronicas (22530)

Discursos (3238)

Ensaios - (10347)

Erótico (13567)

Frases (50573)

Humor (20027)

Infantil (5422)

Infanto Juvenil (4752)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140790)

Redação (3302)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1959)

Textos Religiosos/Sermões (6182)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Zé Limeira                Total de Textos: 104 Siga o Autor Patrocine o autor
TituloCategoriaAcessos
  1ªparte da vizita qui Ieu i Jorgim sale fez ao Dotô Rubêno Cordel
  A vorta do Meste Egído alegrô o preto véi Cordel
  Adisculpe amigo Almí, mais só agora sube du aniversáro Cordel
  Adiscurpe, mestre Egído Cordel
  Agradicendo ao Dotô, qui vai dexá eu vortá Cordel
  Agradicendo ao Dotô, qui vai dexá eu vortá Cordel
  Alembrei de Tomé de Souza Cordel
  Anecildo., tua cabêça é quié confuza Cordel
  Anecildo; Êita côrno véi aguniado. Cordel
  Anecirdo, já quitú falô Inêu... Cordel
  Anercildo, juro quinum quiria contá isso, tu mi obrigô Cordel
  Apôis num é quié mêrmo, Dotô Rubêno Cordel
  Arrespostamento ao Geraldim Lyra 1 Cordel
  Arrespostamento i Insinança pru LUMONÊ Cordel
  Arrespostando ao arrespostamento 1 do Danié Cordel
  Arrespostando ao desafio do Danié Cordel
  Baxa o jucá nesse f di Iégua, Milena, minha afilhada... Cordel
  Continuando Os convidamento aos pueta cordelista dessa usina Cordel
  Daniézim indoidô mêrmo Cordel
  Daniézim, elefante exéste di vera? Cordel
  Daniézim, tú é o Cão chupando manga... i elefante exéste.... Cordel
  Dessa vêiz fôi só sardade.. Cordel
  Deus mi livre e guarde, Danié Cordel
  Disafiando Geraldin Lyra prum pegaprácapá. Cordel
  Dotô Rubêno, teu escrivinhamento mi inspirô, e vortei Cordel
  Em Homenaje ao aniversáro de Jorgim Sale, um pedacim de..... Cordel
  Falando com os nôvo amigos Cordel
  Falou inêu, ieu aparece Cordel
  Falô no Preto véi azulado, óiêle aqui Cordel
  Geraldim si ofendêu sem mutivo Cordel
  Geraldim si ofendêu sem mutivo Cordel
  Gerardim abdicô do trôno purêu. hô hôme bom! Cordel
  Gerardim miorô, levô só oito hora prá fazê trêis sétima Cordel
  Históra da canturia no bordé im Campina Grande Cordel
  Hoje Ieu vim mode insiná Filusumia Cordel
  Insinânça pru Almí Fío Cordel
  Jorgim falô inêu, iêu vim desejá filiz Natá i ano novo Cordel
  Lembrança da partida -2- Cordel
  Lembrança da partida Cordel
  Mode num dizê quinum Lêu. Disafi a Geraldim Lira Cordel
  Mode passá o tempo. Num têm cum quém pelejá!!! Cordel
  Mozzambani num é maiz Bêbê Cordel
  Não mi deseje uma disgracêra dessa, Danié! Cordel
  Néra sonho não, Mestim, era Ieu mêrmo Cordel
  O minino rico dono da bola na pelada, é caga-regra Cordel
  Olá Danié, olá pessoá Cordel
  Olá Geraldinho Lyra Cordel
  Olá Geraldinho Lyra Cordel
  Oxênte mestre Egído fôi simbora? Cordel
  Oxênte,,, mestre Egído fôi simbora? Cordel
  Pra essa minina Milena Cordel
  Priviní é mió qui rimidiá Cordel
  Pru Dotô Rubêno Macelo Cordel
  Pru Jorgim sales e essa minina Milena Cordel
  Pru mestre Armi Silva, sem sê chamado Cordel
  Pruguntas prá minha afilhada, essa Minina, Fessôra Milena Cordel
  Prá qui tu vêi mexê cum iêu, Dotô? Cordel
  Quem mandô falá Inêu? Cordel
  Quem tem difunto ladrão, nun fala in rôbo di vivo Cordel
  Respostando Ao Pueta Almí Cordel
  Respostando ao Almí di nôvo Cordel
  Respostando ao Danié Cordel
  Rubêno falô Ineu, Iêu vim cum pidido a tôdos, e um ....... Cordel
  Si Iêu tivesse pudê... Cordel
  Também falo é séro, mestre Almí Cordel
  Vai cun Deus, Gerardin, Iênche um Balaio i vorta, tô puraqui Cordel
  arrespostamento da resposta 2 do Danié Cordel
  arrespostando ao Danié Cordel
  arrespostando o imêio do Dotô Rubêno Cordel
  arênga 6 do Danié arrespostada Cordel
  arênga 6 do Danié arrespostada Cordel
  butando di nôvo um iscrivinhamento antigo Cordel
  chegô Anecildo neto Cordel
  continuamento da históra da canturia no bordé di Campina 2 Cordel
  continuamento da históra da canturia no bordé di Campina Cordel
  cumida pru bêbê crecê Cordel
  fala o Dotô, como diz o Zé Cordel
  falandodi Musicalidade Cordel
  finarmente uma aligria Cordel
  lembrança da partida 3 e arrespostamento a Anecildo Cordel
  o acordo cum Dotô Cordel
  o acordo cum Dotô Cordel
  obrigado Danié Fiúza Cordel
  os Úrtimos Convite, e pronto prá baixá o pau Cordel
  prá Anecildo neto Cordel
  prá manézim do icó, cabra qui qué traformá cordé em bordé Cordel
  respondendo ao Danié Cordel
  respostando a 4 arênga do Danié Cordel
  respostando a 5 arênga do Danié Cordel
  respostando a 5 arênga do Danié Cordel
  respostando ao MOZZAMBANI Cordel
  respostando ao desafio do Mestre Egído Cordel
  respostando ao desafio do Mestre Egído Cordel
  respostando ao mestre Egído Cordel
  te cuida Daniézim........ Cordel
  vortei ao mundo pessôá, esse preto tem fôigo de sete gato. Cordel
   Cordel
  Êita afilhada porrêta Tu midêu, Brigadim Meu Deus Cordel
  Ói Ieu aqui, Mnezim, Piolho falô Ineu, i Ieu vim ........ Cordel
  Ói Iêu aqui, Manezim... Falô Inêu... Cordel
  Ói o prêto véio de vorta Cordel
  Óia Iêu aqui di novo, Anercildo Cordel
  Ôi, essa minina Milena, um abração pratú Cordel
  é pra tú, Anecildo Cordel
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui