Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
195 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58658 )
Cartas ( 21224)
Contos (12980)
Cordel (10255)
Crônicas (22146)
Discursos (3159)
Ensaios - (9331)
Erótico (13464)
Frases (45861)
Humor (19084)
Infantil (4323)
Infanto Juvenil (3486)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137949)
Redação (3031)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5384)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->QUANDO A DEMOCRACIA É PREJUDICIAL -- 02/11/2007 - 10:17 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
QUANDO A DEMOCRACIA É PREJUDICIAL


É sabido que tudo em quantidade insuficiente ou em excesso faz mal à saúde. Não beber água, não se alimentar, não praticar esportes, não dormir e etc causa danos a qualquer ser humano, todavia beber água demais, comer de forma exagerada, esforçar-se além da conta, dormir demais e etc também é prejudicial a nossa saúde. Disso a maioria de nós já sabe. Aprendemos desde pequeno e com o passar dos anos vamos descobrindo que o bom, o saudável é o meio termo, ou seja, nem muito de um, nem muito de outro.

Com a democracia não é diferente. Tanto a falta dela quanto o excesso é prejudicial para uma nação. A falta de democracia cria regimes totalitários, muitas vezes sanguinários e quem detem o poder procura beneficiar-se ao máximo desse poder. Como exemplo podemos citar Hitler, Stalin, mais recentemente Pinochet, (indónésia) e a junta militar que governa Mianmar. No entanto, quando a democracia se torna exacerbada, aqueles que detêm o poder não o detêm de fato; pois a democracia os impede de exercê-lo pelo simples fato de que não dispõe de poder algum. O poder na realidade está nas mãos de muitos que, assim como num regime ditatorial, procuram se beneficiar desse poder. Embora haja dezenas de exemplos de casos assim ao redor do mundo, nenhum reflete melhor isso que o Brasil.

Temos um presidente eleito pelo povo, com intenso apoio popular, mas que só consegue governar cedendo a chantagens dos parlamentares que, ávidos por dinheiro fácil, por levar vantagens, como se o mandanto fosse um cheque em branco. Num regime onde o poder executivo tivesse mais poderes isso certamente não aconteceria.

Pode-se dizer que a falta de escrúpulos de nossos parlamentares não tem relacionamento algum com a democracia, pois há congressistas que colocam o interesse da maioria acima dos interesses particulares. Mas é justamente num regime onde todos podem ser eleitos, sem critério algum, que espertalhõesm dotados de um poder de dissimulação, de convencimento se saem melhor e acabam sendos eleitos. Num regime onde houvessem regras mais rígidas para a escolha dos candidatos talvez isso não acontecesse. Aliás, certamente os escândalos do mensalão e tantos outros que acompanhamos nos últimos anos certamente não teriam acontecido.





LEIA OUTROS ARTIGOS DO MESMO AUTOR:

MISÉRIA POUCA

O PREÇO A PAGAR

UMA OPORTUNIDADE ÍMPAR

QUE NÃO SEJA EM VÃO...

OS EUA NUM ATOLEIRO

NESSE DOMINGO EU VOU...

A MÁSCARA CAIU

PENSE BEM...

10 MOTIVOS PARA VOTAR EM LULA

LULA ESTÁ CERTO

POR QUE LULA VAI GANHAR A ELEIÇÃO

O QUE FAZER PARA CONTER O CRIME ORGANIZADO

A TODAS AS MULHERES

UMA GUERRA CIVIL ANUNCIADA

A CAMINHO DO BIPARTIDARISMO

PARA QUANDO COLHERES UMA ROSA

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui