Usina de Letras
Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
130 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58839 )
Cartas ( 21227)
Contos (13042)
Cordel (10266)
Crônicas (22175)
Discursos (3163)
Ensaios - (9367)
Erótico (13474)
Frases (46084)
Humor (19164)
Infantil (4364)
Infanto Juvenil (3565)
Letras de Música (5469)
Peça de Teatro (1332)
Poesias (137989)
Redação (3039)
Roteiro de Filme ou Novela (1060)
Teses / Monologos (2425)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5436)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O QUE FAZER PARA CONTER O CRIME? -- 30/05/2006 - 09:12 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
O QUE FAZER PARA CONTER A CRIMINALIDADE?


A onda de violência que marcou São Paulo há quinze dias é um dos episódios mais tristes da história do maior estado da federação nas últimas décadas. Vai ficar marcado na lembrança dos paulistas por muitos e muitos anos, embora as pessoas costumem ter a memória curta.

Acredito porém que a experiência traumática o suficiente para não cair no esquecimento assim tão rápido; pois o que se viu aqui em São Paulo foi quase o mesmo que acontece todos os dias no Iraque e em outros países africanos à beira de uma guerra civil: uma afronta a sociedade e a todas as instituições, principalmente no que se refere a segurança pública.

A reação do governo tanto no plano estadual quanto federal deixou a desejar, embora a segurança pública seja de competência do governo estadual. Isso contribuiu para que o pânico se generalizasse, dando a sensação de que éramos reféns do crime organizado, de que a polícia não mais podia nos proteger.

Que houve um descaso do governo do PSDB na segurança pública não resta a menor dúvida -- aliás, com isso pode ter sido o fim do sonho de Geraldo Alckimin de se tornar presidente –; no entanto, isso agora não vem ao caso. A questão que se coloca é a seguinte: o que o governo vai fazer para que isso não se repita? Porque se nada for feito com urgência, em pouco tempo isso se tornará rotina aqui em São Paulo, assim como é rotina os traficantes imporem o toque de recolher nas favelas do Rio de Janeiro.

Se se quer resolver o problema da violência e da criminalidade, é preciso traçar uma série de metas. Dentre essas metas deve estar incluso a construção de novos presídios de segurança máxima, melhorar as condições de trabalho dos policiais tanto no quesito salário quanto aparelhagem, tornar mais eficiente a justiça para evitar a sensação de impunidade, e tornar mais rigorosas as penas não só para os crimes hediondos como também para aqueles condenados que promoverem rebeliões nos presídios. Além disso, é preciso aprimorar o combate à desigualdade social, a distribuição de renda, o combate ao desemprego para que os jovens não sejam arrastados à criminalidade por falta de perspectivas. Sem isso, é tapar o sol com a peneira.





LEIA OUTROS ARTIGOS DO MESMO AUTOR:

JOSÉ SERRA E O MENSALÃO

A TODAS AS MULHERES

UMA GUERRA CIVIL ANUNCIADA

A CAMINHO DO BIPARTIDARISMO

REFORMA POLÍTICA JÁ

OS DISTÚRBIOS NA FRANÇA

PLEBISCITO PARA QUÊ?

PARA QUANDO COLHERES UMA ROSA

O BRASIL ESTÁ MUDANDO?

A DEBANDADA DA USINA

NÃO VOU FICAR CALADO

OS 300 PICARETAS

O FIM DO GOVERNO LULA

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui