Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
28 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57757 )
Cartas ( 21192)
Contos (12694)
Cordel (10206)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44549)
Humor (18704)
Infantil (3971)
Infanto Juvenil (2910)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138405)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5038)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->SÚPLICAS DE UM DEVASSO -- 20/09/2004 - 18:17 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SÚPLICAS DE UM DEVASSO


0000FF”>Tua chama nunca se apaga,

Ó fêmea de sangue quente!

Volúpia que tanto me afaga

Esse meu desejo inquietante.



Deusa de beleza desmedida,

Chama de um fogo perigoso,

Ouça esta alma consumida

Num desejo intenso, nervoso.



Deusa, de formas de sereia!

Saia da água e venha à areia

E me cesse a dor da carne.



Deusa, de lábios de cerne!

Com teu canto orgiástico

Leve-me ao reino fantástico.



LEIA TAMBÉM:

DELÍRIOS

NOSTALGIA

UMA NINFARA

ARREPENDIMENTO

TODA VEZ QUE VOCÊ VAI EMBORA

A DOR DA PERDA

COISAS DO AMOR



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui