Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
257 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58164 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22095)
Discursos (3147)
Ensaios - (9230)
Erótico (13453)
Frases (45313)
Humor (18941)
Infantil (4163)
Infanto Juvenil (3238)
Letras de Música (5507)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138726)
Redação (2997)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5254)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->FILOSOFIA (Ensaio Nº 02) -- 05/10/2007 - 22:07 (SALETI HARTMANN) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Filosofia, antes de tudo, é conhecimento.
Não é crítica pura... não é ideologia... não é a pregação unilateral de idéias: é o conjunto das idéias humanas partilhadas de forma indagadora, para serem aprimoradas e vividas pelos Homens de todas as épocas.
Quando inseriram, novamente, a Filosofia nos currículos escolares, uma luz acendeu-se nas mentes e nos corações de todos Aqueles que amam o conhecimento.
Esperava-se uma Filosofia universal, onde idéias fossem discutidas, onde a admiração pelo saber dos antigos fosse despertar nas crianças e nos jovens, a plenitude do Pensamento, que leva a todos os lugares possíveis, menos ao caminho da ideologia e da violência através das idéias.
Na História Humana, existiram filósofos que se importaram com o tempo (o tempo do relógio, e não), que dissertaram sobre os prazeres dos amores e das alegrias do espírito e da inteligência, e outros, ainda, que levaram multidões a seguir ideologias carregadas de ódio, que não podem ser chamadas exatamente de 'filosofia', mas de doutrinação política.
Nos livros e nos discursos escolares, desde os primeiros anos do Ensino Fundamental, até a Universidade, adotou-se como 'filosofia' o pensamento de Karl Marx. Sempre pensei que Karl Marx deveria ser um escritor lido com curiosidade e com admiração, mas jamais pensei que, novamente, ele voltaria aos bancos escolares para orientar o pensamento filosófico numa crítica pura a um tipo de sistema político, econômico e religioso.
Desta maneira, a palavra filosofia perde inteiramente o seu sentido de despertar o Conhecimento pelo Conhecimento, e a razão pela razão. Transforma-se, isto sim, numa visão unilateral das idéias políticas, dizendo, sutilmente às crianças e aos jovens o que eles devem odiar e o que podem amar.
A filosofia deveria transcender as ideologias, para que os filósofos pudessem ser amados e compreendidos como queriam, isto é, como geradores universais de questionamentos, não no sentido de mudar o mundo e as pessoas, mas no sentido de transformar a alma e a vida de quem usa a filosofia como Porta para a Confraternização dos povos e das idéias, sem lesioná-las, sem pervertê-las.
Karl Marx deixou um compêndio de idéias políticas, jamais uma filosofia pura e simples. Há que se aplaudir o seu pensamento que vale para todas as épocas, mas ele está sendo usado para doutrinar contra e a favor... isto não é trabalho da FILOSOFIA.
Por interesses de grupos, Marx é um ícone que move multidões, não para somar, mas também para dominar.
Existe alguma diferença entre tais grupos de interesses que pretendem chegar lá, e aqueles que estão lá?
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 5Exibido 856 vezesFale com o autor