Usina de Letras
Usina de Letras
59 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60241 )

Cartas ( 21285)

Contos (13380)

Cordel (10346)

Cronicas (22255)

Discursos (3185)

Ensaios - (9662)

Erótico (13517)

Frases (47984)

Humor (19476)

Infantil (4776)

Infanto Juvenil (4119)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139150)

Redação (3095)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5762)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Mulher Negra... -- 29/04/2007 - 18:08 (CARLOS CUNHA / o poeta sem limites) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos



















Adriana Lima - Roberthinha Portela - Ivone Liberato - Edna Velho - Juliana Canabarro - Bruna Ferraz - Silmara Miranda - Luiza Tome - Mariane Aguiar & Rose Oliveira - Angelita Feijo - Silvia Saint & Evelyn Lory - Danielle Gamba - Adriana Sage - Lana Toledo - Viviane Araujo - Xuxa Meneguel


CARLOS CUNHA








Mulher Negra...


Filha da grande e majestosa massa de terra cercada pelas águas oceânicas. Reserva nacional de um nigérrimo grupo biológico culturalmente homogêneo. De um povo de efeito sonoro e harmonioso. Crente na existência de forças naturais e de brilhante reverência ás coisas sagradas.
És sempre sorridente e fatal; particularmente sensual e sedutoramente bela e por isso capaz de provocar paixões avassaladoras e tragédias nos corações desprevenidos.
Grandes acácias amarelas, rosas rubras como o sangue quente que corre em tuas veias, orquídeas raras, todas de beleza menor que a sua, dominam o espaço em que você está presente. È a natureza reverenciando e idolatrando a pureza que há em ti.
A substância física de sua estrutura animal é coberta por um manto liso de cor viva; é a sua pele sedosa, muito mais macia que a mais delicada das flores, que o tem cheiro doce da fêmea e o poder da sedução.
Mulher Negra. Fonte de deleitosos sonhos e fantasias, dona da beleza maior e de sensualidade irresistível.



CARLOS CUNHA
O Poeta sem limites







Textos e contos eróticos

Pra Carminha “uma pica” é só diversão

A certinha e a menina que brinca de amor

As baladas as vezes não fazem falta

Um sonho de empregada

Flagrante de adultério

Ele bateu uma punheta e foi dormir

O grande amor da Camilinha

O peso de um cabaço

Mulher & Mulher, é simplesmente maravilhoso

Faz o que quiser comigo que afinal é nossa foda de Natal

Instinto de mãe e de mulher

Bundas que abundam minhas fantasias

Lamber, chupar, morder bem devagar...

Uma gordinha safada

Estrupo na cadeia feminina

A mãe “entendida” de uma aluna do COLÉGIO DE MOÇAS

As gêmeas e o namorado da prima

Adultério

Sexo sob o chuveiro

E assim todo mundo goza

Papai e o “viadinho”

A menina dormiu nua e toda melada

Suruba na despedida pras férias

Brincadeira entre meninas

Ser enrabada é a coisa mais deliciosa desta vida

Transa Lésbica

Uma mulata de “grelo” enorme no COLÉGIO DE MOÇAS

O Turco Nagib

Suruba na cachoeira de Guararema

Dorotheia “Banda Larga”

Gangs de sexo no COLÉGIO DE MOÇAS

Troca de casais

Irmã Clarissa e o jovem padre



(clique no título para ler o texto)









Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui