Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
46 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59012 )

Cartas ( 21232)

Contos (13078)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9397)

Erótico (13483)

Frases (46347)

Humor (19241)

Infantil (4418)

Infanto Juvenil (3659)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138114)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1941)

Textos Religiosos/Sermões (5486)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->O BRASIL ESTÁ NO BREJO -- 20/04/2007 - 17:43 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131197870990789300

O BRASIL ESTÁ NO BREJO
Silva Filho



Todo dia é mostrado na TV
Um país fatalmente afundando
A PF mui esperta, rastreando
Pega tudo navegando no “Cadê”.
Nessa rede cai até PHD
Cai Ministro engajado na fortuna
Lá estão representantes da comuna
E doutores que do povo têm respeito
O Brasil – assaltado – não tem jeito
Se o povo não usar uma borduna.

O país jaz em grande atoleiro
E a decência se confunde com a lama
Esperança é pavio sem a chama
Pra quem tem vocação pra ser ordeiro.
Passa bem quem tem fama de bicheiro
Quem no bingo encontrou a solução
Pra roubar sem ter pecha de ladrão
E o crime vai grassando em surdina
Sendo golpe indolor, com vaselina
O povão sentencia com perdão.

Cada vez que se tem operação
E a PF se aprofunda no rastreio
Os Poderes da Nação estão no meio
Com algum mestre em simulação.
A justiça mergulhou na escuridão
Ratazanas roem o Legislativo
Bom exemplo não vem do Executivo
E o país se transforma em um caco
Com farinhas que provêm do mesmo saco
Ninguém fala em PODER aquisitivo.

A questão é saber se tem futuro
Esperar por um coelho na cartola
As elites têm seus mestres na escola
Ensinando nobre arte do escuro.
Quem aprende nunca ver-se em apuro
E não teme um processo na Justiça
A cartilha vai servindo de premissa
Instigando um bom curso pra bandido
E o pobre que já vive espremido
Não dispensa uma vaga na Suíça.


/aasf/




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 683 vezesFale com o autor