Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
47 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59156 )

Cartas ( 21237)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22201)

Discursos (3164)

Ensaios - (9445)

Erótico (13482)

Frases (46558)

Humor (19288)

Infantil (4464)

Infanto Juvenil (3737)

Letras de Música (5480)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138288)

Redação (3057)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5536)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Cordel para meu amigo Jorge Sales - vamos continuar todos! -- 30/03/2007 - 18:11 (Lílian Maial) Siga o Autor Outros Textos
. Convoco todos os amigos do Usina para continuarem o cordel em homenagem ao nosso amigo Jorge Sales.
Eu iniciei em décima, seria bom manter o padrão, mas se não der, cada um acrescenta abaixo da última estrofe a(s) sua(s) estrofe(s). Vamos nessa?


TÔ AQUI PRA LHES DIZÊ: MEU AMIGO É O JORGE SALES!
® Lílian Maial



Ele veio por encanto,
bem mais perto que eu pensava,
pois eu não imaginava,
se não via em qualquer canto,
mas de lá, do Espírito Santo,
atravesso morros, vales,
não preciso de detalhes,
pra contar quem Vim trazê,
vim aqui pra lhes dizê:
meu amigo é o Jorge Sales!



Conheci Jorgim no Usina,
junto a alguns outros amigo,
e formamos um abrigo,
Inté ala feminina,
a Milene era a felina,
sempre envolta nos seus xales,
que dos versos fez cantares,
na elegância do viver.
Vim aqui pra lhes dizer:
meu amigo é o Jorge Sales!



Encontrei Jorgim de novo,
na alegria do cordel,
na saudade, o Daniel,
que é Fiúza e é do povo,
se ele chega, eu não me movo,
que ele atrai todos os olhares,
o Jorgim afasta os males,
traz bondade ao entardecer.
Vim aqui pra lhes dizer:
meu amigo é o Jorge Sales!



E esses anos vão passano,
sem a gente se encontrá,
esse ano a Bienar
diz que o tempo tá chegano.
No meu peito, elementares,
os amigo são entalhes,
que na vida vou mantê.
Vim aqui pra lhes dizê:
meu amigo é o Jorge Sales!



O Jorgim é harmonia,
traz a paz, compreensão,
trata a todos como irmão,
não dá vez à hipocrisia,
tem o amor por companhia,
só galgando patamares,
e por todos os lugares,
é bem quisto pra valê.
Vim aqui pra lhes dizê:
meu amigo é o Jorge Sales!



Agradeço a amizade,
o carinho e a atenção,
sempre foste elevação,
nos caminhos da irmandade,
se tu trazes claridade,
para todos a quem fales,
pra que nunca te atrapalhes,
rogo a Deus te protegê.
Vim aqui pra lhes dizê:
meu amigo é o Jorge Sales!


O Jorginho é amigo eterno,
faz cordé, faz melodia,
traz pra todos alegria,
vista jeans ou vista terno,
já escrevi no meu caderno,
danço um tango em Buenos Aires,
danço um vira d além mares,
jogo inté maculelê.
Vim aqui pra lhes dizê:
meu amigo é Jorge Sales!


**********
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui