Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
227 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59012 )

Cartas ( 21232)

Contos (13078)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9397)

Erótico (13483)

Frases (46347)

Humor (19241)

Infantil (4418)

Infanto Juvenil (3659)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138114)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1941)

Textos Religiosos/Sermões (5486)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->NO LIMITE -- 18/03/2007 - 22:03 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131197870915658000



NO LIMITE
Silva Filho


Quem não viveu no limite
Nesse nosso dia-a-dia
Guardando bico de pão
Pra conter a agonia;
No limite do feijão
No limite do cartão
E também da energia.

Quem não viveu no limite
Como diz a consciência
Como cidadão ordeiro
No final da paciência;
No limite do dinheiro
No limite do salseiro
No limite da decência.

Quem não viveu no limite
Ganhando microssalário
No limite d’esperança
Com a cara de otário;
No limite da poupança
No limite dessa dança
Ao sabor de salafrário.

Quem não viveu no limite
Dentro da insanidade
Sob a mira de pistola
Pelos cantos da cidade;
Sem ter compra na sacola
Sem poder pagar escola
E sem ter dignidade.

Quem não viveu no limite
Dos discursos sem valor
Das promessas indecentes
Dos truques do impostor;
No limite da vergonha
No limite da peçonha
Como pobre eleitor.

/aasf/
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 549 vezesFale com o autor