Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138234)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Por quê -- 11/11/2000 - 12:58 (Roberto Correa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. POR QUÊ ?

Roberto Corrêa



Flores e mais flores,

Flores de cemitério.

Céu azul, sol,

Brisa forte e refrescante.

Por quê a depressão,

A angústia,

Nesta manhã tão linda,

Onde ao invés de praia,

Areia, ondas e mar,

Nós deparamos com túmulos quadrados,

Tristeza absorvente,

Pensamentos melancólicos ?

Por quê, claramente,

Não encontramos as razões de viver ?

E o próprio passado traz doridas lembranças

Que jamais quereríamos se repitam ?

Por quê não damos de frente com a ventura,

Por quê não espantamos o mal num só instante

E encarando a indiferente natureza,

Passamos a sorrir a vida inteira ?





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui