Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
115 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57766 )
Cartas ( 21192)
Contos (12688)
Cordel (10207)
Crônicas (22325)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44571)
Humor (18706)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138411)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5041)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Quem EXPLORA o semelhante -- 30/11/2006 - 10:57 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Quem explora o semelhante não quer ver o mal que faz
José de Sousa Dantas, em 30/11/2006

Gente que pensa somente
em seu bem particular,
deixa-se animalizar,
tornando-se indiferente,
desumano e conivente
com seus próprios ideais,
cruéis, irracionais,......
o que é indignante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

A prática de EXPLORAÇÃO
é um ato desumano,
indevido e leviano,
de desconsideração,
de cinismo e servidão,.....
pelas ações desleais,
fora das regras legais
de uma lei predominante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

O EXPLORADOR procura
tirar o maior proveito,
sem o mínimo de respeito
à vida da criatura;
para a prática de usura,
é plenamente capaz,
e vive correndo atrás
de ter mais que o bastante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

Quanta gente se escora
nos outros para fazer
um trabalho e receber
do que nada colabora,
uma prova que EXPLORA,
visa um lucro que só traz
para si, e os demais,
o insignificante !!
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

E quem não quer trabalhar
mas só quer ganhar dinheiro,
que procura o tempo inteiro
um meio de EXPLORAR,
enrolar e se tornar
viciado contumaz,
vive EXPLORANDO e quer mais
ter um ganho exorbitante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

Tem gente que tem mania
de o semelhante EXPLORAR,
para se locupletar
com valor em demasia,
assim se beneficia
com atitude sagaz,
somente se satisfaz
com quantia relevante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

Infelizmente tem gente
que não exerce EMPATIA,
porém se beneficia
de algo indevidamente,
um tipo de expediente
que acontece demais
nas camadas sociais,
da mais pobre à abundante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

Num relacionamento,
de trabalho ou amizade, ......
sem a reciprocidade,
gera um descontentamento,
que mexe com sentimento,
num clima que não apraz,
e o vínculo se desfaz,
pois se torna desgastante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.

Com o tempo o EXPLORADO
poderá se revoltar,
por não mais agüentar
o maltrato acumulado,
e num ato inesperado,
dos direitos, ir atrás,
que só ficará em paz
com solução confiante.
Quem explora o semelhante
não quer ver o mal que faz.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 726 vezesFale com o autor