Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57755 )
Cartas ( 21192)
Contos (12694)
Cordel (10206)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44547)
Humor (18704)
Infantil (3971)
Infanto Juvenil (2910)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138405)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5038)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A CHAMA DO AMOR -- 26/07/2004 - 23:36 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A CHAMA DO AMOR

José de Sousa Dantas, em 26/07/2004



A sede de lhe amar

cada dia aumenta mais,

e quando beijo os seus lábios,

macios e sensuais,,

nossos corpos pegam fogo,

na quentura desse jogo,

nosso anseio se acalma,

purificando a alma,

com prazer que satisfaz.



O nosso amor é tenaz,

sublime, emocionante,

inspirador, agradável,

caliente, insinuante,

poético, doce, ideal,

primoroso, cordial,

salutar e prazenteiro,

autêntico e verdadeiro,

encantador, fascinante.



Eu cultivo a todo instante

o amor dessa princesa,

que me envolve e me ilumina,

e mantém a chama acesa,

para mim nunca se esconde,

me enleva e corresponde,

nos abraços me comovo,

reacendendo de novo

as sensações com firmeza.



Foi a santa natureza,

com sua graça divina,

que gerou essa mulher,

decente, nobre e grã-fina,

meiga, bela, doce e pura,

cheia de encanto e ternura,

virtude, estima e calor,

carinho, luz e amor,

que me ama e me fascina.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 700 vezesFale com o autor