Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
99 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13080)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->RESPEITOSAMENTE -- 25/08/2006 - 08:44 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438349015741500


RESPEITOSAMENTE
Silva Filho



Sem desmerecer os nomes
De pessoas talentosas
Que fizeram do Brasil
O país do verso e prosa
Outros nomes afloraram
Mas estão na nebulosa.

Foram astros do poema
Versejando a beleza
As agruras do Sertão
Como quis a Natureza
E o amor no coração
Que ataca sem defesa.

Tantos temas explorados
Dentro desse universo
E os vates consagrados
Deixaram tudo em verso
A rima falou bem alto
Sem ter tempo adverso.

Os cordéis como arautos
Cumprindo sua missão
Romances, lendas e fatos
E um sabor de ficção
Aqueles sábios poetas
Merecem veneração.

São ícones, são referência
No mundo da poesia
Como mestres imitados
No seu toque de magia
E quem hoje faz poema
Tenta manter simetria.

Mas não podemos deixar
De prestar um incentivo
A quem ousa começar
De modo intuitivo
Pois o aprendiz de hoje
Pode ser também altivo.

É a vida reciclando
Pelos meios naturais
Tudo tem um sucedâneo
Sem faltar os imortais
Parabéns a quem verseja
Com a força dos jograis.


/aasf/


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 585 vezesFale com o autor