Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
191 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59111 )

Cartas ( 21236)

Contos (13108)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46498)

Humor (19274)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138219)

Redação (3052)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5520)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->PEQUENA HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR – PREFÁCIO ( I ) -- 07/07/2004 - 10:56 (fernanda araújo) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Do Livro: PEQUENA HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR – de Antônio Esteves de Faria



PREFÁCIO



Professor Antônio Esteves de Faria pediu-me que lhe escrevesse um prefácio, com toda certeza, porque eu fora seu professor no curso de Letras. Daí que isso muito me alegrou, dado ao nosso relacionamento, atualmente e como aluno/professor.

O professor Antônio, estudara durante cinco anos no Curso de Letras da Faculdade de Ciências e Letras de Divinópolis,não que tivesse perdido um ano, mas devido a um problema de autorização da entidade. Professor e aluno fomos bons amigos e, mais do que isso, tínhamos um relacionamento de verdadeiros irmãos. Fora um ótimo discípulo.

A sabedoria vem dos romanos. Apregoa que – verba volant, escripta manent.

Ele faz de seu livro um apostolado. Os que convivem com ele, sabem que a presença de Cristo em sua vida é uma constante.

O autor é um vencedor! Pela família,ele se estabelece em ambiente santo, no sentido amplo da palavra.; vencedor , em relação a seu ambiente de trabalho, tantos os empecilhos que, injustamente, lhe foram colocados, no início e mesmo durante sua carreira profissional. Vitorioso enquanto professor e educador.; enfim, homem de ações determinantes no trabalho e família.

Mas, se as palavras voam – verba volant– levadas pelo vento, o que se escreve permanece – scripta manent.

Este livro é um exemplo de quem passou sua vida no sentido cristo cêntrico e que, nesse caminho, continua a pautá-la.

Adepto do Ideal de Chiara Lubich,fundadora do Movimento dos Focolares(1), dá seu testemunho de como se vive essa espiritualidade no dia-a-dia.

A leitura deste livro pode fazer bem a muita gente, tenho certeza! A intenção do autor é, sem dúvida, levar a felicidade a todos.





Adércio Simões Franco.





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui