Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
96 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59060 )

Cartas ( 21235)

Contos (13083)

Cordel (10287)

Crônicas (22190)

Discursos (3163)

Ensaios - (9412)

Erótico (13484)

Frases (46422)

Humor (19255)

Infantil (4425)

Infanto Juvenil (3684)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1336)

Poesias (138173)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5503)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->MENU ESPECIAL -- 23/11/2005 - 18:35 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131438347840894800
MENU ESPECIAL
Silva Filho


Os rumores apontaram o desvio
Do dinheiro que o povo recolheu
O Governo então posou de fariseu
Bem deixando a nação a ver navio;
O país mutilado a sangue-frio
Toda honra gravemente esfolada
Muita gente engajada na caçada
CPI – foi pegando o seu fuzil
Uma pizza do tamanho do Brasil
Cobertura da melhor marmelada.

A estória começou com o Roberto
Assumindo, na TV, os seus milhões
Indicando lamaçal pelos porões
E o povo foi ficando mais desperto;
O sigilo finalmente foi aberto
Deputado teve conta devassada
“Mensalão” fez a vez duma mesada
E o voto se tornou um troço vil
Uma pizza do tamanho do Brasil
Cobertura da melhor marmelada.

Um sufoco encontramos na seqüência
Mui trabalho teve a turma-do-abafa
O whisky foi sumindo da garrafa
E a pressão subiu com efervescência;
O dinheiro superando a decência
O Congresso dentro duma enrascada
A ganância muito bem descontrolada
E o povo sem notar qualquer ardil
Uma pizza do tamanho do Brasil
Cobertura da melhor marmelada.

Quem primeiro aprontou uma defesa
Levou tudo pra um tal de Caixa Dois
Refazendo a versão, logo depois
Ao notar que faltou carta na mesa;
Caixa Dois – praticado por empresa
É delito que tem pena cominada
Mas governo não tem cela reservada
Se o povo tem u’a mente pueril
Uma pizza do tamanho do Brasil
Cobertura da melhor marmelada.

Um arroio de reais correu por Minas
Deslizando por um bom valerioduto
Na verdade, muito mais corrupduto
Que deságua em cuecas e botinas;
Instalaram a indústria das propinas
A estrada do crime foi asfaltada
O Brasil entrou em grave derrocada
Com o povo entalado num funil
Uma pizza do tamanho do Brasil
Cobertura da melhor marmelada.

CPI’s constataram toda a trama
E o Governo já temia muito mais
Outros rombos que sofreram estatais
Lastrearam o imenso mar de lama;
O Valério resolveu ficar na cama
Evitando consumar nova mancada
O dinheiro sumiu na hora marcada
E o ladrão caducou, ficou senil
Uma pizza do tamanho do Brasil
Cobertura da melhor marmelada.


/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 763 vezesFale com o autor