Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
195 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58147 )
Cartas ( 21211)
Contos (12856)
Cordel (10239)
Crônicas (22090)
Discursos (3147)
Ensaios - (9227)
Erótico (13452)
Frases (45297)
Humor (18938)
Infantil (4160)
Infanto Juvenil (3233)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138718)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5252)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Uma vírgula não cabe/Entre o predicado e o sujeito -- 18/09/2005 - 16:46 (Jorge Ribeiro Sales) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Uma vírgula nunca cabe
Entre o predicado e o sujeito

De onde nunca se espera
De lá mesmo nada vem
Vale pra um e pra cem
Vale até na estratosfera
No verão na primavera
È um ditado perfeito
E falo sem preconceito
E isto qualquer um sabe
Uma vírgula nunca cabe
Entre predicado e sujeito

Sem espremer o limão
Não se faz a limonada
Poesia não é nada
Se não for do coração
Eu falo com devoção
Bem do fundinho do peito
Não da causa, mas do efeito.
Nem que o mundo desabe
Uma vírgula nunca cabe
Entre predicado e sujeito

Não existe corrompido
Se não existir corruptor
Nunca nasce uma flor
Em terreno combalido
Isto faz muito sentido
Falo com todo respeito
Nunca tem dono o mal-feito
Nem que universo se acabe
Uma vírgula nunca cabe
Entre predicado e sujeito

Agora eu vou inverter
Na medida do possível
De forma quase tangível
Mesmo sem comprometer
Vou dá outro parecer
A flor dá em qualquer lado
Espera é apenas um estado
Mas antes que se desenxabe
Uma vírgula nunca cabe
Entre sujeito e predicado.

O homem que é rancoroso
ele não é feliz não
e se não aprender a lição
achar que é o gostoso
oh que fato curioso
vai se sentir deslocado
a mulher o deixa de lado
Vai ser sozinho no mundo
Pior que um vagabundo
Sujeito sem predicado.

Jorge Sales
















Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui