Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
123 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57762 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22326)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44560)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138413)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->VI FESTIVAL DE REPENTISTAS EM POMBAL -- 03/08/2005 - 09:34 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
VI FESTIVAL DE REPENTISTAS EM POMBAL – PB
Realizado com sucesso em 31/07/2005 (Domingo), na praça pública, com apoio da Prefeitura Municipal de Pombal

POETAS REPENTISTAS PARTICIPANTES DO EVENTO:

Daudeth Bandeira/Severino Feitosa, Raimundo Nonato/Nonato Costa, Rogério Menezes/Hipólito Moura, Antônio Lisboa/Edmilson Ferreira, Acrísio de França/Raulino Silva, Laelson da Silva/Novinho Vieira, Geraldo Alves/Francineto Teodoro.

TEMAS desenvolvidos de improviso pelos poetas repentistas:

·Riquezas da Paraíba
·Não dá pra ficar calado
·O que a vida me ensinou
·As coisas que eu não gosto
·Ser moço é ser sol nascente, ser velho é ser um sol posto
·A lua vinha surgindo como quem teve um desmaio
·Se chover mulher eu quero goteira na minha cama
·Quem casa faz uma cruz pra viver cravado nela
·A natureza mostrando quanto é grande o seu poder
·No céu não falta lugar pra quem tem bom coração
·O cego encontra no guia a luz que os olhos não têm
·Chapéu de couro é retrato do vaqueiro do sertão
·A barragem ressequida pelo sol, rachou o chão
·O poeta Belarmino foi trovador do sertão
·MARINGÁ é a canção mais bonita do país
·Eu sei disso simplesmente porque nasci no sertão
·Já amei tanto que penso que o amor não vale a pena
·A química do meu repente não tem contra indicação
·Foi muita gente queimada no fogo da violência
·Nesse Brasil de mãe preta, de caboclo e Pai João
·Fui candidato a finado, por sorte não fui eleito
·A morte jogando o laço não há quem possa escapar
·É preciso coragem pra varrer cinco séculos de lixo e corrução
·Fui mexer numa caixa do passado, nunca mais me faltou recordação
·Cantador vai morrer sem ter direito de cantar um centímetro em minha frente
·Prostituta é tratada e retratada da maneira pior que pode haver
·A viola nas mãos e DEUS na mente, meu destino é viver de cantoria
·Mãe não rima com nada, mas ensina o mais doce poema universal
·O que existe nas grandes capitais tem nas casas de alpendre do sertão
·Uma estrela nascendo sobre o monte é um sino tocando Ave Maria
·Cento e quarenta e três anos de idade POMBAL tem a melhor gente da terra
. Outros gêneros da CANTORIA: Coqueiro da Bahia, Desafio, Quadrão perguntado, Martelo alagoano, etc.


CANÇÕES:
·Sonho de LEANDRO Gomes de Barros
·Voltando à minha terra
·Ponto final
·Conversando com DEUS.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 1705 vezesFale com o autor