Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
23 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59040 )

Cartas ( 21234)

Contos (13080)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9402)

Erótico (13483)

Frases (46385)

Humor (19249)

Infantil (4423)

Infanto Juvenil (3673)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138140)

Redação (3049)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1944)

Textos Religiosos/Sermões (5495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->ROMANCE SOB MEDIDA -- 06/04/2005 - 07:09 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131197871079982000
ROMANCE SOB MEDIDA
Silva Filho


Já não sei do meu amor
Amor furtivo e traquino
Que me leva ao desatino
Sem sentir o seu olor;
Faz um verso multicor
Que não tem sinceridade
Pensa ter u’a potestade
Pra manter-me a seus pés
Quem sabe, por um revés
Um dia sinta saudade.

Não me deixou endereço
E-mail então nem se fala
Seu telefone da sala
É também outro travesso;
Mas seu nome não esqueço
Não esqueço a sua rima
Se a minha está por cima
A dela abranda e relaxa
Uma engrenagem com graxa
No vai-e-vem duma lima.

A rima dela tem graça
Tem um toque de feitiço
Tem o cheiro do seu viço
Que meu coração enlaça;
Vou meter a mão na massa
Quando chegar o seu cio
Basta ouvir um assobio
Vou correndo estar com ela
Vou por trilhas e pinguelas
Por terra firme ou rio.

Ela brinca de romance
No flerte de verso e prosa
Sua prenda é gostosa
E por isso estou no lance;
Nunca perco a minha chance
De provar coisa tão rara
Vou até de pau-de-arara
Nessa busca eu tresnoito
Sou assim, sujeito afoito
Só com coragem e a cara.

Desde já, eu recomendo
Roupa leve, bem sedosa
Pose própria de dengosa
Quase que já estou vendo.
No recado sem remendo
Quero ser bem atrevido
Quero um corpo desvestido
Pernas formando compasso
Ângulo reto, vejo e traço
Num romance bem medido.

aasf


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 742 vezesFale com o autor