Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59013 )

Cartas ( 21233)

Contos (13072)

Cordel (10287)

Crônicas (22188)

Discursos (3163)

Ensaios - (9398)

Erótico (13482)

Frases (46351)

Humor (19239)

Infantil (4419)

Infanto Juvenil (3662)

Letras de Música (5476)

Peça de Teatro (1335)

Poesias (138121)

Redação (3046)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2425)

Textos Jurídicos (1943)

Textos Religiosos/Sermões (5487)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->DESABAFO DE PEÃO -- 04/04/2005 - 11:27 (Andarilho) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131197869355348500

DESABAFO DE PEÃO
Silva Filho


Injustiças sociais
Abundam neste país
Uns escapam por um triz
E outros já têm demais.
Eu não quero ser falaz
Ao tratar dessa odisséia
Sendo fato, não idéia
Quando o tema é fartura
Rico curte a cobertura
E o pobre "Choupana véia".

Quem pode, compra iate
Outros nem mesmo canoa
Mas tem gente rindo à toa
Sem precisar de biscate.
Mamão, melão e abacate
Naturais ou em geléia
Para o rico – a panacéia
Que sustenta sem gordura
Quem pode, vive aventura
E o pobre "Choupana véia"

Os nobres comem filé
E a plebe nem bode come
Para famílias de nome
Tem carne até no café.
Já tentaram jacaré
Pra u’a dieta plebéia
Mas não passou da estréia
Por ordem da sinecura
A carne sofreu censura
E o pobre "Choupana véia"

Namoram só ‘avião’
Os homens que têm dinheiro
E o pobre sentindo o cheiro
Não tem qualquer sensação.
Resta, pois, ao pé-no-chão
Na triste prosopopéia
Um discurso sem platéia
Enquanto o rico murmura
Que a coisa está dura
E o pobre "Choupana véia".

aasf.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 781 vezesFale com o autor