Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58267 )
Cartas ( 21211)
Contos (12892)
Cordel (10242)
Crônicas (22111)
Discursos (3152)
Ensaios - (9257)
Erótico (13456)
Frases (45455)
Humor (18978)
Infantil (4207)
Infanto Juvenil (3296)
Letras de Música (5511)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138790)
Redação (3005)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1935)
Textos Religiosos/Sermões (5287)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A DITADURA DO SUPREMO -- 03/06/2020 - 05:49 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Os acontecimentos das últimas horas deixaram-me bastante apreensivo. Não diria chocado, porque chocado é quando uma coisa ocorre sem a gente ter previsão. Mas não é o caso, diante das palavras de José Dirceu, quando perderam a eleição: “...nós vamos tomar o poder, o que é diferente de ganhar eleição. Vocês não sabem dos que somos capazes...” Para aumentar ainda mais meu receio, ouvi de Olavo de Carvalho que nosso Exército não faria nada, pois durante os anos que esteve à frente do governo do país, devolveu o país aos civis, repleto de comunistas e que em muitas ocasiões fizera palestras para militares, dando conta da necessidade de se posicionar de forma enfática contra os comunistas; mas pelo contrário, Vilas Boas, quando Aldo Rebelo assumiu o Ministério da Defesa, comandante do Exército, declarou haver harmonia entre o pensamento de ambos no tocante à defesa do País. Se havia harmonia ambos são comunistas ou capitalistas, como Aldo Rebelo é comunista, Vilas Boas também é, por dedução.

            Por outro lado, vendo as declarações do doutor Ives Gandra, meus temores aumentam. Pois o STF parte para cima do governo e o impede de governar, ameaça ministro, ameaça o presidente e prende pessoas de bem, enquanto ladrões são soltos , dando indultos que compete ao presidente,  e os julgamentos são feitos e refeitos até que se obtenha o resultado desejado, veja votação de prisão em segunda instância. Enquanto não soltaram o execrável presidiário não sossegaram.

            Na década de setenta, quando os militares estavam no poder e os poderes funcionavam livremente, fomos às ruas pedir por eleições diretas, como se eleições diretas fossem sinônimo de bons governos. Os militares foram chamados ditadores, entretanto as instituições funcionavam livremente e jamais o Supremo na época foi acionado para nos calar, muito menos os militares impediram qualquer manifestação contrária a eles, fizeram frente a terroristas.  E naquela época, digo por que a vivi, tínhamos liberdade e segurança, além de trabalho, claro. Contudo, influenciados por esquerdistas, era um deles, embora nunca tenha ido às ruas pedir diretas, deixamos o diabo que conhecíamos e partirmos em busca do diabo desconhecido. Eis no que deu.

  A partir da ascensão dos civis ao poder, em sua grande maioria comunistas, muitos disfarçados, vejo por exemplo José Sarney, que sempre apoiou os militares quando integrante da Arena, Ciro Gomes, que chegou a ser chamado de filhote da ditatura, o pai dele foi deputado pela Arena, e assim que viu a iminente saída dos militares do poder, transferiu-se para o MDB, os comunistas fizeram a constituição e entraram no poder, apossando-se dele gradativamente.  

            Democracia não significa eleição, até mesmo porque quem se elege são as pessoas com dinheiro para compra de votos, pelo menos por aqui, ou os apadrinhados de políticos sujos que assumiram o poder. A palavra democracia não passa de falácia, assim como progressista.  Desde que os civis assumiram, que parlamentares são corrompidos pelo poder central para os governantes fazerem o que bem entender e aparelhar o Estado para seus fins maquiavélicos. Temos inúmeros exemplos, reeleição, mensalão, petrolão, anões do orçamento, enfim um sem número de escândalos nas últimas décadas.

            Além disso, o Supremo Tribunal Federal brasileiro é totalmente aparelhado, todos ali têm ideais comunistas e foram levados para o poder Supremo por governantes suspeitos, com o apoio de não menos suspeitos senadores. É tanto que no livro Código da Vida, Saulo Ramos, chama Celso de Melo de juiz de merda. Se nós tivéssemos um senado isento e um Supremo isento, por tal declaração, visto que Saulo Ramos ainda estava vivo, o Senado teria obrigação de abrir processo de impeacheament de Celso de Melo. Portanto, não há como se ficar chocado com determinadas atitudes dos ministros da corte maior. Afora as inúmeras ilações e acusações contra outros ministros.

            E aí, caímos nesta ditadura. Ditadura que até como falar nos impôs. As pessoas começaram a se iludirem com políticos corruptos, populistas, que vendo a grande oportunidade de ascender definitivamente ao poder, passaram a promover festas de carnaval, festas juninas, festa de final de ano, fazer campos de futebol, enfim nos enganar como em Roma os políticos enganavam o povo nas Arenas. A prova maior está até mesmo nos estádios de futebol que passaram a ser chamados de arenas. Isso o povo não vislumbra, não entende, também a maioria é formada por pessoas alfabetizadas nas cartilhas do PT, então não aprenderam a ler e muito menos conhecem História.

            Agora, estamos enfrentando uma pandemia e uma ruptura das instituições. O povo, em parte nas ruas, pedidos para trabalhar e não morrer de fome e os governantes algemando mulheres indefesas  nas praiais, nos parques e o Supremo dando força a eles quando tira o poder do presidente e delegar para os governadores e prefeitos, que podem ao bel-prazer, fechar cidades, determinar o recolhimento de pessoas, proibir cultos, transferir procissões e por aí vai.

            Viramos gado e estamos encurralados literalmente.

            Ressalta-se, por fim, que o regime militar é chamado de ditadura quando havia eleições indiretas para presidente; Sarney, foi eleito da mesma forma, e passaram a chamar redemocratização a partir da eleição dele. Então, nós simplesmente aceitamos pacificamente tudo que os comunistas nos impõem e nos impuseram de lá para cá, até mesmo nossa rica literatura virou uma língua de meia dúzia de palavras: evento, demanda, avançar, parceria, políticas públicas, e por aí vai. Triste!!!

            Embora meu receio seja grande, o temor maior ainda, ontem, nosso presidente, homem de fibra e muita coragem, deu-nos um alento, ao afirmar que acabou, hoje foi o último dia e que a partir de hoje, 28/05, reagiram às provocações dos poderes à altura e que ninguém irá nos tirar a liberdade, bem maior do homem.

            Avante, presidente. Que sua jornada seja profícua e nós sejamos tirados desse marasmo que comunistas, inescrupulosos e aproveitadores no meteram. Não preciso definir quem são as pessoas que se enquadram em cada um dos termos, por ser desnecessário, quem conhece um pouco da História do Brasil, sabe quem estava com os militares ontem e hoje é oposição ferrenha. Nesse time, temos que botar os imbecis, ou seja, aquelas pessoas que se julgam cultas e apoiam o PT; e o ignorantes, aqueles que defendem o PT por causa da mortadela.

                                                           HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

                                                           FORTALEZA, 31 DE MAIO DE 2020.    

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 67 vezesFale com o autor