Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
108 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58448 )
Cartas ( 21218)
Contos (12943)
Cordel (10249)
Crônicas (22143)
Discursos (3154)
Ensaios - (9305)
Erótico (13461)
Frases (45647)
Humor (19036)
Infantil (4274)
Infanto Juvenil (3396)
Letras de Música (5457)
Peça de Teatro (1331)
Poesias (137843)
Redação (3024)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1938)
Textos Religiosos/Sermões (5337)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O inferno que é querer sair da Claro TV! -- 31/01/2020 - 16:43 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

O inferno  que é  querer sair da  Claro TV !

 


Com o advento da INTERNET e TV Digital ,  as operadoras de TV a Cabo tiveram uma redução considerável em seus respectivos lucros, onde os  consumidores  não veem  mais motivos para ficar pagando caro para assistir canais, com tantas opções ao seu redor.
Esse problema vem se acentuando cada vem mais, inclusive comigo, que sou assinante durante anos, entretanto não vejo mais motivo para ficar pagando 131 reais para assistir filmes repetidos e canais que estão na grade por “contrapeso”.
Assim entrei em contato com o atendimento da  Claro TV, no ano passado passando essa justificativa, onde prontamente fui encaminhado para a negociação, em que  a atendente procurou saber o motivo do cancelamento – eles adoram saber motivos, para negociar –  expliquei a situação.
Tive a mensalidade reduzida pela metade, ficando  pois menos oneroso, dando para ir levando...
Três meses depois, a fatura voltou ao preço antigo,  eu procedi da mesma forma, a negociação dificultou um pouco, entretanto depois de três meses, o inevitável valor retornou.
Prontamente fiz a ligação e fui encaminhado à negociação, cuja atendente disse que não dava para reduzir a atual fatura,  eu retruquei que assim não aceitava, entrando no inevitável embate.
A  atendente disse que se eu saísse eu iria pagar uma multa de quinhentos reais, porque eu aceitei a promoção.
A promoção fui obrigado a aceitar, para reduzir o preço, porém  a multa não, ocorrendo um atrito, pois eles não gostam de perder cliente, a  atendente disse que se eu aceitei a redução, tinha aceitado pagar essa famigerada multa.
Depois de muita discussão, a telefonista então abriu uma pesquisa para ver se eu tinha aceitado pagar multa ou não, que depois de dois dias retirou a multa, não sabendo eu se foi porque eu coloquei no site do PROCON, ou  não, pois já tinha   avisando que iria atrás dos meus direitos.
Depois de muito custo, liguei novamente para lá, eles disseram que eu não iria pagar multa, me encaminharam novamente para uma pessoa a fim de  que possa me demover da ideia de deixar a TV, perguntaram como sempre o motivo, para de novo tentar  me convencer, aquela história toda...
Depois disso deixaram Claro, sem  trocadilhos , que iriam pegar o receptor conosco, se não fosse entregue, iria pagar multa.
Confirmei que iria entregar o receptor com muito gosto, pois para mim não iria servir para nada, finalizando  assim  o atendimento.
Eu já pensava Claro que estava livre desse imbróglio, nos  dias seguintes as atendentes ficam me infernizando com inúmeras ligações, perguntando por que eu não quero mais ficar com a TV a Cabo.
Já irritado, disse que não quero e pronto, elas com certeza já tem todo histórico, entretanto fica importunando o consumidor com essa intermitente pergunta...
Claro que já não estou atendendo  mais essas ligações, pedindo claramente que eles venham logo pegar o aparelho, para que eu possa ter um pouco de sossego, saindo assim desse inferno chamado Claro TV.


Marcelo de Oliveira Souza,IwA
2x. Dr. Honoris Causa em Literatura
Instagram: marceloescritor

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui