Usina de Letras
Usina de Letras
52 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59274 )

Cartas ( 21241)

Contos (13148)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46710)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->MEU PORTO SEGURO... -- 17/09/2003 - 17:33 (Leinecy Pereira Dorneles) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
És uma estranha nave, que ancorou

Junto ao cais de minha vida.

Viestes de longe,

De distâncias ignoradas.

Correstes solidões adormecidas.

E os ventos que te impeliram, já pararam

E as ondas remotas que sulcaste,

Entre sargaços verdes e espumas brancas,

Já desfaleceram...

E ficaram perdidas noutras noites

E as estrelas sem fim que te iluminaram,

Já perderam todo o brilho e se esconderam,

Atrás de nuvens, que te tiraram as lindas cores.





Viestes e te quedaste à sombra,

Do meu silêncio...

E, aqui sobre a água mansa e recolhida,

Tu me és a sugestão indefinida de tudo...

De tudo em teu ser, que ficou distante

De minha vida.

E , quando me supões, Mais ausente de ti,

De alma diluída...

Na enfecunda tristeza de mim mesma,

É quando mais te sonho...





Pois é...

Quanto mais mergulhada , estou

No teu mistério...

Teu mistério de nave de outros mares,

Que ancorou junto ao cais de minha vida

E, que aos poucos foi se transformando,

De repente, em meu porto seguro,

Sim porto...

MEU PORTO SEGURO...

De amor, carinho e felicidade...



LEINECY PEREIRA DORNELES

PRAIA DO CASSINO - RIO GRANDE -RS
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui