Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
108 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O funil da vida efêmera na carência vida -- 21/09/2019 - 19:44 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O funil da vida efêmera na carência vida

O fim da efemeridade da existência vai cada vez mais afunilando, onde o topo é invertido numa posição no qual, ninguém almeja. Nascemos morrendo e morrendo, vamos vivendo paulatinamente, dia a dia, dia e noite, semana a semana, tempo ao tempo do ser gente incoerente, errando  e acertando no caminho. Tentar corrigir enquanto ainda há tempo, no inverno e sertão gente. O cansaço na luta contra a dor, abate o ser gente que aguente seus ais onde não há mais cura como solução. Existe um corpo afunilando no tempo da lei universal e democrática, onde a dama insiste numa presença incômoda. O corpo cede ao seu domínio sobre o ser tempo no corpo do pai sendo velado pelo filho. É a funilação do tamanho de todos os desejos existentes que vão sendo abatidos na vida efêmera carente de vida.
As palavras perdem a força que renascem do silêncio e falam mais na boca emudecida e vazia. O cálice transborda e não sacia a sede. A bebida é amarga e o fim, nunca é bem vindo.

Marcos Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui