Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
106 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O espetáculo do reino animal no picadeiro humananimal -- 03/09/2019 - 04:45 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O espetáculo do reino animal no picadeiro humananimal


A natureza e a liberdade andam juntas embora o homem acredite que tenha liberdade ilimitada para fazer dela, o que desejar. Sua razão extrapola o limite do senso crítico no picadeiro que enjaula seres livres e os submetem ao tédio humananimal para dele tirar proveito. Feras à parte, o homem ainda continua sendo a fera mal idealizada do Criador que o talhou com a destreza Divina. O ser humano diante da natureza, é um minúsculo grão de areia que perde-se no universo sua utilidade, salvo a de destruir a beleza do ser livre. O Leão, fora do seu habitat natural na ambição capitalista, é então domesticado pelo humananimal que tem sido a desgraça ao planeta Terra. O mundo é redondo e a nação Brasileira tem cagado nos quatro cantos, dia sim e dia não...
O Leão, que sem o homem é tido como o rei das saudosas matas para o equilíbrio natural ao bem do homem, não devora o tigre, mas os “racionais” vêm devorando a própria raça na americanalhização do circo social dos podres poderes nas ditaduras tantas: igrejas, monarquias, militar, científica, a da toga, a midiática, entre outras.
Essa cena americanalhizada mostra um absurdo: o “homem" provocando um animal fora do habitat numa arena romana com uma platéia sádica de mulheres que é surrada pelo marido e beija pela manhã. E assim, vai caminhando a humanidade na desumanidade onde a besta fera humana, acredita ser superior. 
Essa platéia acena a morte do inocente animal que morrerá sem entender os quinhões do desejo Trump na americanalhização da sua cria Bozo no bozó Brasil de um tabuleiro cagado de pedras manipuladas de um rei sem dente e uma rainha batizada nas águas poluídas no culto orar de um templo que assassina a filosofia mística do grau CRISTO. 
Um político das Alagoas de coronéis de pijama disse certa vez em uns de seus palanques: “Quem come do meu pirão, prova do meu cinturão.” E  foi campeão de votos.
É o forró do magnata das Assembléias da vida e o couro assando, lá vai chibata! O animal é fiel ao habitat natural e ao planeta terra, enquanto homem é mal. A sociedade humana já foi perfeita com seus nativos indígenas que submetidos à escravidão do homem branco, se transformou no circo de maldades.

Marcos Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui