Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57267 )
Cartas ( 21179)
Contos (12594)
Cordel (10122)
Crônicas (22215)
Discursos (3138)
Ensaios - (9042)
Erótico (13409)
Frases (44011)
Humor (18555)
Infantil (3826)
Infanto Juvenil (2774)
Letras de Música (5474)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138438)
Redação (2934)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2403)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4933)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Sexo casual -- 09/08/2019 - 07:39 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Sou um Ser de tempo, e ao tempo, dedico os instantes e olhares. Agradeço todos os momentos que a mim foram proporcionados, sejam quaisquer, são bússolas sem rumo para o vida efêmera de vida carente. Vivo pulsando a cada bombardeio nas minhas avenidas encarnadas de seres tantos na velocidade micro no meu corpo. Sou um Deus criado na mentira e trago argila nas mãos. Sou instantâneo, sou passageiro, e assim percebo meus semelhantes. Por ser de barro, de barro ofereço meus sentimentos, pois a ninguém jamais desejei. Se me deram água, bebi e fiz esculturas e ofereci ao mundo efêmero, minha efemeridade. Sou um ser movimento, assim como aos sentimentos não sou devoto às orações. Sigo perdido e não desejo nada, salvo as esculturas mulheres que aceno com as mãos que desejo admirar e aproveitar os instantes efêmeros. Dedico tempo ao que me abastece a fome do sexo casual. Sexo é tudo na vida do homem macho men sem mente e na mentira, vivo. Quem quiser, cave seu próprio buraco para comigo viver.

Marcos Alexandre Martins Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui