Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
95 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57535 )
Cartas ( 21185)
Contos (12631)
Cordel (10185)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44315)
Humor (18629)
Infantil (3912)
Infanto Juvenil (2858)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138263)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4990)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Tempo Bidiônico -- 14/07/2019 - 10:15 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Tempo Bidiônico 

O senhor de tudo e do nada, do corpo e da essência, do juízo e do julgamento, das artes e das ciências... arruma e desarruma, pinta, escreve e apaga no apagar eterno. Costura e rasga, rompe e faz ressurgir e urge na correria dia a dia, sem adiar a dor pungente que planeja o renascer de tempos em tempos na velocidade do silêncio de um mosteiro. Padre Bidião concilia a vivência se reinventando e embarca nas barcas alvoradas curuminhas. Meu tempo não é meu, mas sou aluno desse mestre Tempo Bidiônico sempre a viver e reviver, ordenar e desordenada na ação eterna transformadora do ser formador de sua história. Mestre e discípulo, abraços na chegada e na partida, no vai e vem do Tempo Bidiônico. Ouso e escuto a batida tempo no pulsar das veias que alimentam e nervos de aço do Leão ao Norte e ao Sul. Abraço e faço o tempo meu irmão. Aperto sua mão no adeus cotidiano de um Deus Tempo.

Autoria: Marcos Alexandre Martins Palmeira 
Poeta e escritor de Pilar, Alagoas
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui