Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
116 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2849)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138234)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Crise sadomasoquista -- 05/04/2019 - 21:07 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Crise sadomasoquista 

Mais de cinco décadas já se passaram e me  surpreendo com certos posicionamentos. Após o período de eleições notadamente marcadas pela bipolaridade, passamos por uma data que ao longo dessas décadas pós-golpe militar,  ela começou a ter uma certa notoriedade justamente por estar novamente o governo sob o comando de representantes de uma estrutura militar com características peculiares que, somente aos que viveram naquele período, conseguem perceber o engessamento político no presente. Ainda que timidamente, foi possível perceber que a repercussão para uma suposta comemoração não teve a significativa importância comemorativa, salvo a memória histórica registrada e marcadamente repugnada pela sociedade. De uma forma geral, não há o que se comemorar regimes ditatoriais que violam os direitos humanos. Há que se refletir e muito sobre as necessidades reais de um país de dimensão continental com uma lista enorme de problemas sociais, econômicos e políticos internos a serem revistos em busca de soluções. Mas ainda somos obrigados a presenciar quadros vexatórios de representantes do povo que deveriam estar a colocar em prática sua função na vida do cidadão que os elegeram. Não citarei o fato por provocar náusea intelectual, e em respeito aos eleitores e a eles mesmos já que os atores em questão, não demonstraram interesse no quesito. Afinal, alguém tem que ter respeito e declarar-se repugnado com certas cenas de explícita e vergonhosa exposição. Eita, Brasilzão! Quando será que vamos ter respeito ao nosso povo sem ter que deixar nos registros da história nacional, a vergonha.

Pedro Bidião de Pilar 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui