Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
12 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57504 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10177)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44276)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O piado do Pinto da madrugada do Mosteiro Bidiônico -- 23/02/2019 - 01:04 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O piado do Pinto da madrugada do Mosteiro Bidiônico



O carrilhão do Mosteiro badalava 04:00 da manhã anunciando um sábado caloroso ao som do frevo maestrado pelo galo da madrugada. Pedro Bidião, acordou com o olhar a procura do som da família Galináceae e solicitou que Major Lalá fosse até o quintal do sacro local a fim de averiguar o que se passava. Pouco tempo depois, Major Lalá retorna para pronunciar o estado de normalidade que havia dentro dos limites do Mosteiro. Foi quando logo perceberam que o som do agito vinha além das muralhas do ambiente Bidiônico. Era a orquestra de frevo, liderada pelo filho único do galo, o Pinto da madrugada que ensaiava suas primeiras asadas rumo a orla onde a sereia alagoana reinava. Era uma disputa entre a beleza e a natureza ao som do típico povo carnavalesco que faz da labuta diária, um motivo a mais para sorrir e se divertir. Major Lalá e toda a tropa bidiônica, solicitaram junto à Pedro Bidião a permissão para participar desta gloriosa celebração. Diante da maioria, ansiosa por participar do evento, eu, Bidião não tive outra alternativa a não ser cair ao som do frevo do único filho do galo da madrugada.



Bom carnaval a todos e em paz!



Padre Bidião
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui