Usina de Letras
Usina de Letras
12 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61962 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10263)

Erótico (13560)

Frases (50375)

Humor (19998)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4725)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140716)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->DECLARAÇÃO DE AMOR II -- 29/08/2003 - 09:12 (ALEXANDRA APARECIDA JAHNEL PASCOAL) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
DECLARAÇÃO DE AMOR II



A lua mãe me parece tão pálida,

o céu azul não parece o mesmo.;

perco-me dentre faces frias e cálidas,

perco-me andando pelo mundo a esmo.



Que tua presença me falta agora,

que tua voz me acalmando é precisa,

que em afago tua mão me consola,

que teu olhar me mostra mais que minha sina



Te amo muito e de tanto amor pereço,

que sem você não vivo, não morro, não aconteço.;

sem teu amor não sei se a luz ainda existe,

sou somente aquele que não vive, resiste.



E não consigo conter a alegria dentro do coração,

minha alma externa essa emoção.

Como pode um grão de areia conter o mar?

Como posso conter essa explosão que é te amar?



Que te amo mais a cada instante, a cada segundo.;

que te amo com tanta força que poderia erguer o mundo.;

que tanto é o sentimento que não o contém a imensidão,

que tanto brilho emana, que clareia qualquer escuridão.



Que tua face de menino me faz sonhar,

que teu lado infantil me faz voar.

Que tua face amante me faz perdida em teu olhar,

que quanto mais me perco, menos me quero achar.



É impossível mensurar o tamanho desse amor,

é imensurável o toque, o beijo, o calor.;

é impossível descrever o quão maravilhoso é te amar,

é indescritível a sensação de liberdade, de voar.



Como te dizer o quanto te admiro, o quanto te quero?

Como dizer que, se preciso for, para sempre se espero?

Como dizer que não importa o tempo, tudo dará certo?

Não preciso prometer, você me procura, eu sempre estou perto.



Não tenho lugar nenhum para ir, quem disse que vou partir?

Temos uma vida inteira de águas cristalinas a fluir,

uma vida inteira do infinito azul para vislumbrar,

muitas vidas somente para nos amar.





XANTRA LENHAJ

29/08/2003



Dedicado ao meu marido Marcos P Pascoal







Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui