Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57762 )
Cartas ( 21192)
Contos (12699)
Cordel (10207)
Crônicas (22326)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44560)
Humor (18707)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138413)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5040)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Muitas vezes eu procedo do jeito de uma criança -- 27/07/2004 - 18:12 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Muitas vezes eu procedo do jeito de uma criança
José de Sousa Dantas, em 27/07/2004

A pessoa adulta tem
uma criancinha nela,
de vez em quando revela
da forma que lhe convém;
dentro de mim há também
esse símbolo de esperança,
que no trabalho se lança
como quem busca um brinquedo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.

Uma criança é contente,
pura, sensata, educada,
dinâmica, nobre, engraçada,
simples, fiel, transparente,
positiva, inteligente,
espontânea, bela e mansa,
cheia de paz, confiança,
não ofende e nem faz medo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.

Toda criança deseja,
sonha, brinca, mexe, encanta,
corre, pula, grita, canta,
ama, vive, sorri, beija,
diverte, aprende, festeja,
procura, cresce e avança,
conquista, aproveita, alcança,
só DEUS conhece o segredo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.

No meio da criançada,
brinco, converso e me entroso,
conto história, verso, proso,
faço adivinha, piada,
desenho, quadro, charada,
mantenho firme aliança,
respeitando a semelhança,
sinto que não me excedo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.

É exemplo quando eu vou
revisitar meu sertão,
caminho de pés no chão,
em busca do bangalô,
da casa do meu avô
e de toda vizinhança,
ando dentro da ervança,
da roça e do arvoredo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.

Converso com meu irmão,
com mamãe e com papai,
muito assunto me atrai,
os festejos de São João,
farinhada, apartação,
estão sempre na lembrança,
forró, cantoria e dança,
leilão, novena e folguedo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.

Eu tomo banho no rio,
na represa, no açude,
brinco de bola de gude,
pesco, caço no baixio,
corro, grito e assobio,
como até encher a pança,
subo, peso na balança,
mango e faço um arremedo.
Muitas vezes eu procedo
do jeito de uma criança.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 916 vezesFale com o autor