Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
97 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57492 )
Cartas ( 21184)
Contos (12620)
Cordel (10174)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44271)
Humor (18617)
Infantil (3899)
Infanto Juvenil (2844)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138240)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4979)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O tempo muda -- 24/08/2018 - 09:32 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Sou da época do Carequinha. Não pintei assistindo ao programa de Xuxa, pois no meu tempo era preto e branco com o bacalhau do velho Chacrinha na Terezinha dele. Cabeça raspada à urubu camarada... que horror de regime! Mas, foi culpa do meu útero que obrigava o barbeiro a raspar minha cabeça. Parecia o cão e ainda tinha que cantar o hino nacional após formar fila quando o sol estava no centro do Planeta Terra (não ler: “Planeta Xuxa”, agradeço) para render homenagem a Figueiredo. Que horror! Odeio esse regime, com predominância da fome,sede e palmatória. Nasci em 62. Como posso amar os militares? A turma da Xuxa pensa diferente. &
129299;&
129299;&
129299;&
129299; Um abração! Sou um poeta louco e doído, mentiroso ao tempo gente, não dou uma de religioso e sigo a minha Aurora no colchão líquido da minha mãe natureza Lagoa Manguaba que banha meu Pilar Apilado, terra do Humanista Artur Ramos e dos bagres, dera bode. Enfim, sou o povo de cá.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui