Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
74 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57766 )
Cartas ( 21192)
Contos (12688)
Cordel (10207)
Crônicas (22325)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44571)
Humor (18706)
Infantil (3973)
Infanto Juvenil (2911)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138411)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5041)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->CORDELEIROS DO BRASIL -- 23/07/2004 - 11:17 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
CORDELEIROS DO BRASIL
José de Sousa Dantas, em 23/07/2004

Quem tem vocação se inclina
a fazer a sua arte,
contribui com sua parte,
promove, engrandece, ensina.
Aos poetas da USINA,
faço observação,
use rima e oração,
métrica e poder de contista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Quem milita nesse meio,
deve procurar fazer
o seu verso pra valer,
sem se apegar a rodeio,
para servir de esteio,
de luz, de base e lição,
cumpra a sua obrigação,
para alcançar a conquista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Quem gosta de elaborar
verso, poema, cordel,
tem que ser firme e fiel
ao tema e metrificar,
a arte valorizar,
mostrar sua produção,
sublime e com perfeição
no melhor ponto de vista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Um verso bom e bem feito
faz gosto a pessoa ler,
se espelhar e defender,
merece todo respeito,
o autor cresce o conceito,
adquire projeção,
recebe premiação,
destacando-se na lista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Procure se expressar
com versos de qualidade,
seguindo a modalidade,
para o povo apreciar,
quem sabe, pode criar
na mais doce inspiração,
sua bela descrição,
tornando-se um folclorista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

CORDELEIRO DO BRASIL,
contemple, se inspire e faça
seu verso com fé e raça,
dentro do melhor perfil;
seja sensato e gentil,
poético de formação,
talentoso na missão,
criativo e otimista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Militantes do CORDEL,
Manezinho, Lumonê,
Rubens, Airam, JB,
Suco, Torre, Daniel,
Graça, Caldas, Manuel,
Malubarni, Gedeão,
Braga, Accioly, Galvão
e Geraldo, repentista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Almir, Vicente, Rubenio,
Domingos e Generoso,
Roberto, Jorge e Cardoso,
Egídio, Randap, Stênio,
Daudeth, que é um gênio,
em qualquer composição,
Milene, Aline, Assunção,
Socorro, Ivone e Batista.
Para ser bom cordelista
tem que se ter vocação.

Pacheco, Antunes, Pereira,
Aldemario, Aschelminto,
Toledo, Maria, Pinto,
Georgina, Zé Limeira,
Wergniaud e Zé Ferreira,
Guabyroba, Virgolino,
Loiola, Guedes, Albino,
Tenório, Cleide e Cacal,
Lyra, Tancredo, Maial,
Ernesto, Jairo, Justino, .........
..................................

E-mail: dantas@sre.pb.gov.br

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 68Exibido 1395 vezesFale com o autor