Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59120 )

Cartas ( 21236)

Contos (13110)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9437)

Erótico (13481)

Frases (46507)

Humor (19274)

Infantil (4457)

Infanto Juvenil (3722)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138224)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5522)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->APLICAÇÃO DE PENA AO MENOR -- 22/04/2018 - 15:24 (benedito morais de carvalho(benê)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Sou inteiramente favorável a aplicação de pena para o menor transgressor, apesar do menor infrator já nascer penalizado, pois geralmente ele é oriundo dos bolsões da miséria e da completa omissão do Estado e sem uma formação básica, é uma presa fácil e cai de paraquedas nas mãos dos exploradores inescrupulosos que o adotam de imediato. É rarismo um menor delinquente frequentando a escola, não existe emprego a sua disposição, a Lei o proibe de trabalhar.

Eu ainda acredito plenamente na recuperação do ser humano, principalemente ele em formação. Todo delinquente acima de 12 anos flagrado comentendo crime leves, pequenos furtos, deveria cumprir pena prestando serviços a comunidade, fazendo faxinas em prédios públicos, lavando pratos e viaturas militares e frequentando obrigatoriamente  por meio periodo a escola. Já o reincidente e praticante de crimes considerados pesados, cumpriria a sua pena numa instituição séria, uma espécie de prisão escola (Escola Profissionalizante Estadual), onde o garoto selecionado por faixa etária e grau de crime cometido, ocupe 14 horas no dia com ordem unida, estudando e trabalhando nas oficinas artesanais dentro da própria escola.

Sou a  favor de penalizar o menor infrator, ensinando-o a ser um verdadeiro homem, recuperando-o para a sociedade e não jogando-o ocioso numa fábrica de bandidos e cabide de emprego chamada FEBEM ou seja qual nome hoje, e pior ainda, ficar sob os cuidados de entidades assistênciais paternalistas, que usam diliquentes menores, invocando os "direitos humanos", que não passam de verdadeiras arapucas legalizadas, comandadas por exploradores, gigolôs, que sobrevivem da criminalidade alheia, ou seja, quanto mais aumenta o indice de menores infratores, mais verbas governamentais e donativos do exterior eles recebem, para engordar suas contas bancárias.

Punir o garoto delinquente sim senhor, mas punir com seriedade, com respeito e tratamento digno, buscando recuperar o homem para o futuro. É extremamente fácil pedir ao Estado para confinar, esfolar, escalpelar os filhos dos outros, mesmos sendo eles infratores.

 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 49Exibido 196 vezesFale com o autor