Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
109 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57535 )
Cartas ( 21185)
Contos (12631)
Cordel (10185)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44315)
Humor (18629)
Infantil (3912)
Infanto Juvenil (2858)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138263)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4990)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A ceia do natal Bidiônico -- 22/12/2017 - 08:32 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A ceia natalina Bidiônica





Eu estava um tanto entristecido pelo fato da chegada do Natal não conseguir reunir meus amigos Nito e Doros. Até que ano passado, consegui combinar com eles, a nossa ceia e amigo secreto. Nito, eu e Doros acertamos o valor das lembranças que não deveria ultrapassar o orçamento zerado de todos. Pois bem, preparei um peixe trazido do mercado central e presenteado por uma fiel. O encontro foi pra lá de prazeroso e resgatou as lembranças vivenciadas por nós na época em que vivíamos sem tanta eloquência. Degustamos o peixe e bebemos vinho até que Doros e Nito começaram a falar alto e tive que intervir pois como estávamos celebrando o natal na sacristia, não podíamos fazer tanto barulho que pudesse acordar o menino Deus. O silêncio era sagrado, mas a amizade era pra lá de especial, tanto que eles concordaram comigo em diminuir a sonoridade e respeitar o sono do pequeno. Só deixamos as espinhas e o vinho, ahhhh o vinho continuou no cálice.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui