Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
223 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57948 )
Cartas ( 21205)
Contos (12792)
Cordel (10234)
Crônicas (22052)
Discursos (3145)
Ensaios - (9189)
Erótico (13450)
Frases (45037)
Humor (18878)
Infantil (4090)
Infanto Juvenil (3126)
Letras de Música (5497)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138520)
Redação (2984)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2416)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5190)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->POEMAS DE ERIKA NUNES -- 15/07/2003 - 09:24 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ERIKA NUNES é natural de Teixeira - PB, descendente da família de poetas, Nunes Batista.; é formada em Letras e concluinte do curso de Pedagogia. Atualmente é professora da língua portuguesa em colégios estadual e municipal da sua cidade e tem mais de 240 poemas escritos.



TRADUÇÃO

Erika Nunes



Se o poeta transforma em versos,

os motivos de sua existência,

dá asas a imaginação,

transforma em inspiração,

as suas experiências.



Tudo que vive absorve,

dá vida ao abstrato,

é o que mais lhe comove,

naquele momento exato.



E como um mágico, faz da cartola

e dos seus truques, profissão.

O poeta faz dos seus versos,

a enciclopédia do coração.



Pois se poeta e poesia

são fatores preponderantes,

o segundo não existiria,

se o primeiro não nascesse antes.



ATO DE REVELAÇÃO

Erika Nunes



Vejo a poesia,

como um ato de revelação

pois nela dou evasão

aos meus sonhos e fantasias.



Porque são os meus versos,

um reflexo do meu interior

e o que seria da poesia,

se não houvesse o amor?



E tudo que eu escrevo,

é proveniente do coração

pois a verdadeira poesia,

já traz em si a emoção.



Faço dos meus pensamentos, a teoria

e dos meus versos, a sua prática,

pois bem sei que a poesia,

não necessita da gramática.



CERTEZA

Erika Nunes



Está no ar, está na natureza,

está no mar, está na beleza.

Está em tudo, que vivo ou faço,

está na terra, no mar ou no espaço.



Está no sangue,

está na pureza,

está no forte,

está na sutileza.

Está no universo,

como se fosse magia,

aqui está eu confesso

e se chama POESIA.



RAZÃO DO MEU VIVER

Erika Nunes



Da água, és a fonte,

do meu viver, és a razão.

Do sol, és o brilho,

que ilumina meu coração.



És a chama que fogo acende,

és o ar que eu respiro.

És da planta, a semente

e da linha, és os trilhos.



E por ser a fonte,

o brilho e a razão,

és dos ventos, a brisa

e do universo, a imensidão.



És a mão que afaga

e o caminho que me conduz,

és a origem de tudo

e teu nome é JESUS.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui