Usina de Letras
Usina de Letras
15 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61956 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22529)

Discursos (3235)

Ensaios - (10258)

Erótico (13560)

Frases (50363)

Humor (19994)

Infantil (5388)

Infanto Juvenil (4724)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140713)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6141)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->A GRANDE FESTA DO DEMOMARKETING -- 29/11/2002 - 14:08 () Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A grande festa do demomarketing
andreplacido@bol.com.br


"Demomarketing só pode ser coisa do demónio", podem estar bradando os anacrónicos religiosos fundamentalistas de plantão. Acalmem-se já! O anti-Cristo ainda não apareceu. Vou explicar do que se trata o dantesco nome.

Passada a eleição para presidente, na qual buscavam eleger-se chefes da nação brasileira apenas bem intencionados candidatos de esquerda, uma frase muito me chamou a atenção: "A grande festa da democracia". Humm... Festa da democracia?
Pois bem, democracia pressupõe liberdade em todos os níveis, muito mais ainda quando se trata de informação. O fato intrigante é que a informação foi tão distorcida e negada ao povo brasileiro que nem mesmo parecia que vivemos nos tempos democráticos pós ditadura militar cruel e ianque.

Apenas para começar, o candidato Luiz Inácio Lula da Silva assinou, em reunião do Foro de São Paulo - entidade fundada pelo próprio e que abriga várias facções da esquerda latino americana -, um manifesto de apoio às Farc em 07/12/2001 na cidade de Havana, Cuba, ilha cadeia de Fidel Castro, na presença do ditador e de vários outros líderes revolucionários como Hugo Chávez. Local, aliás, paraíso daqueles que querem libertar o povo oprimido do capitalismo burguês, mas que os próprios cubanos tentam, desesperados, abandonar por não entenderem as boas intenções de Castro e tampouco as reais maravilhas do socialismo.

O único e insignificante probleminha é que as Farc são os principais fornecedores de cocaína para Fernandinho beira-mar, traficante responsável por 90% da droga vendida no Brasil. Se não bastasse as Farc, o Foro de São Paulo também conta com a participação em seu quadro libertário, do MIR chileno, organização terrorista responsável por inúmeros atentados e sequestros no continente sul americano, assim como aconteceu com Washington Olivetto e Abílio Diniz. Seria por este motivo que o mais alto escalão do PT esteve diretamente envolvido nas negociações para a libertação dos sequestradores de Diniz? Seriam os benditos direitos humanos do bandido em ação outra vez?

Se não bastasse tudo isso, o próprio Lula negou seu apoio às Farc em entrevista na TV. Ou seja, mentiu para todos os seus eleitores antes mesmo de tomar o poder e a imprensa simplesmente fez vistas grossas para o importante fato. Curioso isto, não?!
O mais engraçado é que, como em outros episódios - como o ridículo teatro do juiz espanhol que pediu o julgamento do aposentado Pinochet quando este esteve na Inglaterra, mas que não se incomoda com o não menos assassino ainda na ativa, Fidel Castro -, a população brasileira, bombardeada pela imprensa de fatos sobre a ditadura militar, desconhece as aventuras revolucionárias de Lula com esta gentalha.
Lula já não era o mal encarado sindicalista, mas agora um homem pobre que veio do nordeste para vencer na capital paulista. Lula já não é o perigo real para os empresários brasileiros, mas a salvação para os próprios que não querem ver seus produtos competirem com países avançados e sonham com o fechamento do mercado nacional aos produtos de fora. Lula além de vestir ternos bem cortados e caros, estar sempre de cabelo e barba aparados, ainda sorri o tempo todo. Ué, ganhou na Sena acumulada? É filho do Sílvio Santos? Mudança de humor? Não. Apenas o já conhecido demomarketing. É o "marketing do povão". É o marketing que mostra a coroa do seu cliente, faz dele um príncipe da boa vontade, um rei da paz mundial e das liberdades individuais mas, infelizmente, não mostra a sua verdadeira cara.
Sempre eficaz em seu trabalho, o mago Duda Mendonça - quem cobrou como um perfeito capitalista -, fez de tudo para que tais informações não arranhassem o verniz messiànico que ele próprio passou na cara-de-pau do candidato pinóquio. Vão mentir lá longe!

Não há mais dúvida. Se existe algo que pode destruir o demomarketing é a informação. Mas, informação, infelizmente foi a única coisa que não se levou a sério nesta campanha que, pasmem todos, foi chamada de a "mais transparente da história". Tenebroso! E ainda pensar que as oitocentas mil pessoas que fizeram passeata contra Jango em 19 de março de 1964 e o um milhão que foram às ruas do Rio de Janeiro em 3 de abril "agradecer a Deus e ao soldado do Brasil" pela reação aos comunistas, nem ao menos são citadas em nossa história, mas apenas os terroristas da esquerda é que viraram santos. Os mesmos heróis que queriam impor ao governo do Brasil a mesma corja do estilo cubano.

Com certeza Lula e a população participaram de uma grande festa a qual, infelizmente, vai se acabar no dia em que ele, acordado do sonho que armaram para sua eleição, descobrir que governar não é brincar de Che Guevara engajado. Como disse Tom Jobim : "O Brasil não é para principiantes". A festa vai se acabar porque o mundo real volta a existir e as monumentais expectativas postas sobre Lula vão ruir de alto a baixo, assim como ruíram as estátuas de Lênin na extinta mãe Rússia.

O que mais me chamou a atenção foi o PT perder as eleições em seu Estado mais importante - o Rio Grande do Sul -, além de outros Estados e na própria cidade de São Paulo, reduto da lindinha intelligentzia up to date maoísta do partido. Como bem lembrou o jornalista Olavo de Carvalho , Nietzsche certa vez afirmou: "Quem sofre teu jugo te conhece".

Os brasileiros estamos de parabéns pela grande festa do demomarketing, porque, da democracia, fica para a próxima vez.

Agora só falta mesmo é Fidel Castro, Hugo Chávez, o MIR e as Farc em Brasília no dia da posse... Como diz o sábio camponês: "Boi preto, cheira boi preto".

Quem sabe o demomarketing não seja mesmo algo do satanás?




Obs. E não venham me torrar a paciência com aquela conversinha com a qual nem mesmo o boi dorme mais com ela de que sou anti-esquerda engajada, agente da direita etc. Até mesmo porque estou cansado de bater na direita chinfrim e pelega. Cada macaco no seu galho (mesmo que o galho socialista já esteja podre há mais de setenta anos). Até a próxima companheiro!
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui