Usina de Letras
Usina de Letras
121 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62145 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13566)

Frases (50551)

Humor (20021)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140784)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6175)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->BRUXA -- 13/06/2003 - 09:14 (ALEXANDRA APARECIDA JAHNEL PASCOAL) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
BRUXA



Escorpiões de cristal, veneno em diamante.;

a princesa do mal, a estrela errante,

sou a bruxa da história,

desse cais a memória.;

das embarcações que partiram para o infinito

desses corações que ficaram esquecidos.



Irmão Orpheu me faça sonhar,

muito além das dimensões do tempo

por mais de mil anos.

Sou filha de Netuno, Deus do mar

e nas golfadas do vento ou no fundo do oceano

sou amante de Apolo a quem sempre vou amar,

nessa terra meu consolo é que eu posso voar

para dentro dos olhos do primeiro silfo que passar,

onde vou alimentar meus sonhos.



Não sou anjo, sou feiticeira,

habito o lado negro da lua eu sou a lua inteira.;

habitante de sombras noturnas, sou sombra turva

não sou de ninguém,

sou alma perdida no além.



Sou a bruxa que Deus fez santa,

sou a Santa de coração herege.;

sou a palavra, sou todo o mantra

e é Saturno que me rege.



Sou o demônio do espelho

lado negro de Orpheu,

sou seu pior pesadelo,

ninguém toma o que é meu.;

eu sou bruxa e pelas brumas do mundo eu vou

eu sou bruxa e as sombras do mundo eu sou.





XANTRA LENHAJ

1993

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui