Usina de Letras
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59274 )

Cartas ( 21241)

Contos (13148)

Cordel (10297)

Crônicas (22219)

Discursos (3164)

Ensaios - (9463)

Erótico (13486)

Frases (46710)

Humor (19312)

Infantil (4487)

Infanto Juvenil (3784)

Letras de Música (5484)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138414)

Redação (3059)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5563)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->MUITO ESTRANHO -- 11/06/2003 - 17:18 (Leinecy Pereira Dorneles) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Não suporto mais tantas coisas,

Sem ter a sua presença...

Para desfrutar de tudo isto.

A loucura se apodera e, eu

Começo a sonhar, com os nossos sonhos...

Que ninguém jamais vai sonhar,

Nossos sonhos.Que ninguém , nem nós

Podemos transformar em realidade.





Tantas vezes quis ficar livre,

Liberta, solta...

Apenas para te amar,

Amar sem ter que dar ou exigir nada

Amar... poder tocar, falar, acariciar,

Brincar... Assim como a lua,

Que consegue brincar no teu rosto.





As coisas se tornam estranhas para mim,

E, quando eu ligar ...

Chegar perto de ti,

Falar... Pedir por favor,

Se um dia eu chegar muito estranha,

Se eu chegar muito louca,

Saibas que para mim,

Os momentos foram poucos...

E, o que eu estou querendo dizer-te

É que eu quero...

Que cuides bem de mim...

E que possas me amar,

De um modo estranho para os outros,

Possas me amar...

De um modo muito estranho,

Para o mundo...

Mas muito especial para mim.



LEINECY PEREIRA DORNELES

CASSINO/RIO GRANDE
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui