Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
74 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57107 )
Cartas ( 21170)
Contos (12598)
Cordel (10092)
Crônicas (22211)
Discursos (3137)
Ensaios - (9015)
Erótico (13403)
Frases (43755)
Humor (18485)
Infantil (3792)
Infanto Juvenil (2717)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138313)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4891)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O Caminho das Pedras -- 12/02/2016 - 09:21 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

O Caminho das Pedras



Durante a época de carnaval o estado da Bahia recebe milhares de turistas no circuito da festa, mas muita gente esquece dos turistas internos que não frequentam o evento, resolvendo viajar pelo próprio Estado.

Como estamos encaixados no segundo - e não menos importante - tipo de turistas, dessa vez resolvemos desvendar os encantos da Chapada Diamantina, nos hospedando na cidade de Andaraí, que fica na proximidades de Mucugê e Igatu, para assim facilitar o passeio.

Foram inúmeras cachoeiras de diferentes tipos, a trilha é principalmente encima de pedras de todas as formas, escaladas com ambientes bem exóticos, o que é prazeroso mas para alguns pode se tornar cansativo, equilibrar-se bastante em pedras e pedregulhos.

Tem um lugar bem pertinho de Andaraí, que é chamado “Toca do Morcego” é um dos poucos lugares que tem certo preparo para acolher o turista, pois a cidade ainda não tem uma mentalidade voltada para quem vem visita-la e está disposto a gastar um pouquinho para ter uma lembrança, é tudo muito básico.

A culinária é excelente, parecendo que todos na chapada aprenderam com o mesmo chef, tudo simples, porém gostoso.

Já em Mucugê o que chama bastante atenção é o parque municipal, onde contém a espécie de flor Sempre-Viva, que tem o seu nome porque mesmo depois de “morta” ainda abre e fecha os seus botões; a trilha é maravilhosa, possuindo inúmeras e imensas cachoeiras.

Agora vale ressaltar que nesses lugares temos que ter guias, se não a gente não vai conhecer absolutamente nada, principalmente se formos visitar várias cidades da região.

Um lugar bastante interessante que foi incluído no nosso roteiro foi a cidade de Igatu, ela fica encravada na montanha e tem a famosa Cidade de Pedra, criada na época do garimpo, é bastante exótica, mas o acesso é muito difícil, sendo um grande teste para o seu carro e para quem está conduzindo, é muita pedra que o seu veículo tem que transpassar, na internet não é comentado muito sobre esse grande empecilho, cabendo a gente decidir se vale a pena ou não, pior é quem fez reserva para uma pousada na cidade e tem que descer e subir essa montanha de carro para conhecer as outras regiões.

Nesses lugares todos tivemos várias surpresas agradáveis, contudo o que mais nos chamou atenção foi o Pantanal de Marimbús, o lugar é verdadeiramente encantador, situado bem pretinho de Andaraí, não demora muito a chegar, mas tem que reservar a entrada, pois o lugar também não está muito preparado para o turista.

Em todas essas cidades o comércio fecha ao meio-dia e à noite não é tão badalada como em Lençóis, a Secretaria de Turismo dessas cidades praticamente inexiste e para obter informações é mais difícil que seguir o Caminho das Pedras para o nosso passeio diário.





Marcelo de Oliveira Souza,IWA







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui