Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
150 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58700 )
Cartas ( 21227)
Contos (12985)
Cordel (10258)
Crônicas (22154)
Discursos (3160)
Ensaios - (9336)
Erótico (13467)
Frases (45902)
Humor (19092)
Infantil (4325)
Infanto Juvenil (3500)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137813)
Redação (3033)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2424)
Textos Jurídicos (1942)
Textos Religiosos/Sermões (5397)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->SERTANEJO É HERÓI... -- 11/02/2004 - 16:24 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Sertanejo é herói que morrerá sem ninguém divulgar o seu valor
Letra: Zé Vicente de Fortaleza; intérprete: repentista Maximino Bezerra

Sertanejo no campo é um guerreiro,
corta mato de foice e de machado,
corta cana e capim pra dar ao gado,
tira leite e amansa mandingueiro;
sua farra é ouvir o sanfoneiro
e os versos de um vate cantador,
o seu médico é um velho curador,
um pilão de aroeira é seu sofá.
Sertanejo é herói que morrerá
sem ninguém divulgar o seu valor.

Sertanejo que sofre sede e fome,
é feliz com o dom que DEUS lhe deu,
não consegue formar o filho seu,
não conhece uma letra do seu nome,
mas o rico esquece que só come
do que vem do suor do agricultor,
mas difícil é ter um conhecedor,
que lhe mande 100 gramas de jabá.
Sertanejo é herói que morrerá
sem ninguém divulgar o seu valor.

Sertanejo é um ente sempre rude,
a caneta pra ele é a enxada,
o seu traje é uma calça remendada,
a piscina pra ele é um açude,
não faz parte de plano de saúde,
por não ter lá no seu interior,
quando sente uma gripe ou uma dor,
seu remédio é café amargo e chá.
Sertanejo é herói que morrerá
sem ninguém divulgar o seu valor.

Admiro demais o sertanejo,
que trabalha com muita honestidade,
o que faz lucra menos da metade,
mesmo assim ele mata o seu desejo,
sua casa não tem um azulejo,
nunca passa de um simples morador,
por não ter um condicionador,
ele usa a espuma do juá.
Sertanejo é herói que morrerá
sem ninguém divulgar o seu valor.

No cardápio da casa do roceiro,
tem pamonha, canjica e carne assada,
arroz doce, cuscuz e panelada,
feijão verde com carne de carneiro,
tem galinha caipira o ano inteiro,
sertanejo não perde esse sabor,
quando tem um cachorro caçador,
lá não falta tatu, peba e preá.
Sertanejo é herói que morrerá
sem ninguém divulgar o seu valor.

Sertanejo se cura com cidreira,
capim santo, mastruz e hortelã,
quebra pedra e a casca de romã
eucalipto, tipi e aroeira,
cumaru, umburana e trepadeira,
com o mel que abelha faz da flor
pra ficar mais gostoso o lambedor,
põe gengibre com malva e jatobá.
Sertanejo é herói que morrerá
sem ninguém divulgar o seu valor.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui