Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
128 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57788 )
Cartas ( 21194)
Contos (12699)
Cordel (10213)
Crônicas (22324)
Discursos (3143)
Ensaios - (9130)
Erótico (13430)
Frases (44614)
Humor (18718)
Infantil (3977)
Infanto Juvenil (2918)
Letras de Música (5483)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138441)
Redação (2958)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5054)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->DANTAS entrevistando o cantador GERALDO AMÂNCIO -- 09/02/2004 - 14:28 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
DANTAS entrevistando o cantador GERALDO AMÂNCIO em 06/02/2004, durante cantoria em João Pessoa - PB, na AFRAFEP

DANTAS: O que você achou da sua participação, em 25/10/2003, na XVI Noite Nacional da Poesia de Campo Grande - MS, juntamente com RUBENIO?

GERALDO AMÂNCIO: A festa foi só de alegria e surpresa, pela maneira carinhosa como RUBENIO e seus amigos nos receberam (Eu e o repentista ZÉ MARIA), e nós devemos primeiro a DEUS e segundo a RUBENIO, um músico extraordinário, um poeta fantástico, grande compositor, grande cantor, grande incentivador da nossa arte, e tem uma linha musical belíssima. Agradeço, também, a todo o pessoal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, uma terra de grandes poetas, e RUBENIO acreditou no nosso trabalho e fiquei com vontade de voltar àquele lugar.

DANTAS: Que lições você extraiu dessa viagem, em 25/10/2003, à Cidade Morena, Campo Grande – MS?

GERALDO AMÂNCIO: Lições a gente sempre tira de tudo. Eu aprendi muito com o próprio RUBENIO, com seus colegas poetas, com a elite de Campo Grande, que tem bom gosto. Então foi uma viagem esplendorosa e muito proveitosa.

DANTAS: Você constatou a importância do trabalho que RUBENIO faz em prol da nossa arte !

GERALDO AMÂNCIO: Nós estivemos com os poetas em Campo Grande e constatei que se em todo lugar tivesse um RUBENIO, um DANTAS, um ARIANO SUASSUNA e tantos outros defensores da cultura, o BRASIL era diferente, mas mesmo assim isso representa muito, um universo de grandeza e assim a gente trabalha e se sente feliz. O RUBENIO é premiadíssimo em tudo quanto é concurso, inclusive os de poesia, e em nome dele eu agradeço a todas as pessoas de CAMPO GRANDE, e aproveito para mandar o meu abraço para ele.

Durante o canto de improviso em João Pessoa, em 06/02/2004, GERALDO AMÂNCIO fez essa estrofe, entre outras que serão brevemente incluídas na USINA DE LETRAS:

DANTAS vem mais uma vez
levando o baião gravado,
que é pra mandar pra RUBENIO
o trabalho e meu recado,
o RUBENIO que só gosta
de cordel metrificado.

Dentre os temas desenvolvidos de improviso pelos repentistas, GERALDO AMÂNCIO (GA) e SEVERINO FEITOSA (SF), destacam-se as seguintes, relembrando que todas as estrofes serão brevemente incluídas na USINA DE LETRAS:

1) A ENCHENTE NO SERTÃO

................
GA
Nunca vi na minha vida
um inverno como esse,
porém cantar hoje à noite
era do meu interesse,
São Pedro escondeu a chuva
pra que o verso aparecesse.

SF
É nesse grande interesse,
que eu descubro o continente,
com o preparo da fé
e com a coragem da mente,
DEUS trouxe a chuva de água
e você trouxe a de REPENTE.
...............

2) O PENSAMENTO VIAJA
......................
GA
Eu mesmo estou consciente
nos cantos que me apresento,
quando eu abro a minha boca,
quando eu toco esse instrumento,
o produto que eu canto
tudo é do meu pensamento.

GA
Acho que meu pensamento
tem viajado demais,
no chão aonde tem terra,
foge procurando paz,
não faço nem um por cento
do que o pensamento faz.
...............

3) NUNCA MAIS FIZ CANTORIA NO CLARO DA LAMPARINA
.......
GA
Foi num lugar esquisito
que eu nasci e fui criado,
fui um menino atrasado,
sem aula, sem gabarito,
eu acordava com o grito
de um galo de campina,
numa capoeira fina,
às cinco e meia do dia.
NUNCA MAIS FIZ CANTORIA
NO CLARO DA LAMPARINA.
................

4) A SEXTILHA AINDA É O MELHOR DA CANTORIA

..........
GA
Cantador canta ligeiro,
evolui no pensamento,
tocando o seu instrumento,
sem mudar o seu roteiro,
como PINTO DE MONTEIRO,
o maior da maestria,
fazendo como fazia
PATATIVA DO ASSARÉ.
A SEXTILHA AINDA É
O MELHOR DA CANTORIA.
.........


5) SE NÃO FOSSE A VIOLA O QUE SERIA DOS LAMENTOS DO POVO DO SERTÃO
6) O BRASILEIRO ESTÁ MAIS VIVENDO DA UTOPIA
7) A VIDA DA PROSTITUTA
.....
GA
Sobre prostituição
TITO mandou um recado,
pra falar da PROSTITUTA
e seu corpo negociado,
o seu sofrimento é tanto,
bebe da água do pranto,
come do pão do pecado.
..............

8)AGRADEÇO A DEUS POR MAIS UM ANO NA MINHA VIDA

GA
Aqui aniversaria
quem está ao nosso lado,
é o homenageado,
que pede na cantoria,
disse, eu tenho a companhia
e a força da Concebida,
a palavra prometida
do supremo pai dos pais.
AGRADEÇO A DEUS POR MAIS
UM ANO NA MINHA VIDA.
........

9)DEUS NÃO FORÇA NINGUÉM A FAZER NADA, CADA UM FAZ A SUA OBRIGAÇÃO

GA
Meu avô foi antigo cantador,
e quando eu quis ingressar nessa escola,
perguntei se eu compro uma viola,
ele disse, pois, compre sim senhor,
no repente tornei-me professor,
se quiser eu lhe ensino essa lição,
foi aí que eu entrei na profissão,
sou feliz com o repente na jornada.
DEUS NÃO FORÇA NINGUÉM A FAZER NADA,
CADA UM FAZ A SUA OBRIGAÇÃO.

SF
Disse DANTAS que é muito necessário,
qualquer um escolher o seu caminho,
seja artista que toca nesse pinho,
juiz, padre, pastor, papa, vigário,
comandante, alfaiate e empresário,
cineasta, pintor e artesão,
jornalista, garçom ou escrivão,
é preciso seguir a sua estrada.
DEUS NÃO FORÇA NINGUÉM A FAZER NADA,
CADA UM FAZ A SUA OBRIGAÇÃO.
........

10)EU VEJO NOS MENESTRÉIS A SAGA DE GONZAGÃO

GA
Eu me lembro do seu rosto,
de tudo dele me lembro,
nasceu no mês de dezembro,
morreu no mês de agosto,
o seu traje era composto
de chapéu e de gibão,
com a sanfona na mão,
tocava por mais de dez.
EU VEJO NOS MENESTRÉIS
A SAGA DE GONZAGÃO.
..............

11)SÃO MAMEDE SÓ FOI BOM QUANDO EU TINHA DINHEIRO
12)SINTO O CHEIRO DA FARTURA EMBRIAGANDO O SERTÃO

GA
Tudo fica diferente,
animais têm alegria,
existe mais cantora,
pescador fica contente,
bota a tarrafa no dente,
depois lança com a mão,
traz o peixe do porão,
com dez metros de fundura.
SINTO O CHEIRO DA FARTURA
EMBRIAGANDO O SERTÃO.
..........

13) SE EU FOSSE JESUS, O NAZARENO, NÃO MATAVA O POETA CANTADOR
...........
GA
Quem já foi JUVENAL EVANGELISTA,
um encanto pra o nosso CEARÁ,
mas morreu encostado ao Amapá
e se encontra com os irmãos Batista,
desse povo que tem na minha lista,
PINTO velho pra mim foi um terror,
eu não posso esquecer um Beija-Flor,
e Pajeú inda lembra Zé Pequeno.
SE EU FOSSE JESUS, O NAZARENO,
NÃO MATAVA O POETA CANTADOR.
...............

14)COMIGO O ROJÃO É QUENTE, CANTA QUEM SOUBER CANTAR
..................
GA
Muita coisa eu estou vendo
e a platéia está notando,
é SEVERINO apanhando,
pensando que está batendo,
é um coitado sofrendo,
eu sem querer judiar,
quem se acostuma apanhar,
morre na peia e não sente.
COMIGO O ROJÃO É QUENTE,
CANTA QUEM SOUBER CANTAR.

SF
Seus erros ninguém perdoa,
porque você é pequeno,
sua dose de veneno
está pronta em João Pessoa,
lhe afogo na lagoa,
lhe jogo dentro do mar,
e você morre sem voltar
pra o CEARÁ novamente.
COMIGO O ROJÃO É QUENTE,
CANTA QUEM SOUBER CANTAR.

...................
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 69Exibido 2883 vezesFale com o autor