Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
127 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57379 )
Cartas ( 21181)
Contos (12605)
Cordel (10139)
Crônicas (22258)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44138)
Humor (18585)
Infantil (3847)
Infanto Juvenil (2802)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138546)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Carnaval em Salvador -- 08/02/2003 - 17:49 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Já namorei muito no carnaval, já sai muito com amigos, irmão, vizinho, todos nós lá na Av. sete de Setembro, que junto à barra e o pelourinho são os palcos da folia.
Mas o sexo reina, alucina, as garotas perdem o pudor, os rapazes atacam, sem falar nos gays que soltam a franga.
É uma beijação total e irrestrita, as pessoas fazem sexo onde der na telha. Até na biblioteca Central do Estado a gente se esbarra com pessoas copulando. Rapazes pegando nos seios das mulheres que vão semi-nuas à festividade sob o som alucinante, mulheres e gays agarrando as partes intimas masculinas, é uma perfeita Sodoma.
Um dia desses eu estava chegando com uma turma ao Circuito e não acreditei em que meus olhos viram!um casal de adolescentes em uma via secundária ao evento, vestidos com “abadas” de bloco carnavalesco, enroscados, só dando para ver o vai e vem da “transa” alucinante, às 16 h. uma menina com uma aparência muito bonita, que se alguém me dissesse eu duvidaria.
Agora estão querendo privatizar o nosso carnaval, pois o sucesso é retumbante.
Apareceu há poucos anos o Camarote, com todo tipo de personalidades artístico-culturais, em que cobram pelo convite, com uma estrutura de hotel cinco estrelas, espalhando pelos principais pontos da cidade, limitando, direcionando, podendo a alegria baiana, Internacionalizando o carnaval e aglutinando o povo a um local bastante reduzido onde o número de participantes a cada dia aumenta e o espaço cada dia diminui.

Marcelo de Oliveira Souza
08/02/2003

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui