Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
16 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57389 )
Cartas ( 21182)
Contos (12609)
Cordel (10139)
Crônicas (22258)
Discursos (3139)
Ensaios - (9064)
Erótico (13414)
Frases (44151)
Humor (18587)
Infantil (3849)
Infanto Juvenil (2804)
Letras de Música (5476)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138551)
Redação (2942)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2408)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4944)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Mercantil do Absurdo -- 28/02/2015 - 17:46 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Mercantil do Absurdo

 

 

Todos sabem como as pessoas no Brasil se comportam, às vezes fazem muita confusão por nada, às vezes ficam caladas só observando seus direitos serem usurpados.

Em todos os lugares percebemos isso, só “vemos”  comentarem baixinho o absurdo dessa ação do incauto.

Quando estivemos hoje -  (28/02/2015) 10:15  -  no Mercantil Rodrigues da Calçada percebemos, como em todos meses  que o preço dos produtos galoparam, nessa inflação “Dilmense”, mesmo assim repetimos o mesmo jargão de  “absurdo”.

Agora o que não podemos aceitar é que  um supermercado de “nome”  ter um procedimento de mercadinho de esquina, com funcionário fazendo reposição na hora de maior fluxo de pessoas, muito menos ter uma mentalidade de colocar “ilhas” de produtos justamente na fila de espera dos caixas, onde as pessoas se amontoam porque teve um “inteligente” que autorizou um outro para colocar seus produtos no meio do caminho dos caixas, atrapalhando o fluxo dos seus clientes.

Contudo o pior ainda é que as pessoas têm que esperar um ensacador terminar de guardar as compras do cliente da fila vizinha, para ensacar os seus produtos.

Muitos não aguentam e ensacam as suas próprias, quando procuramos o gerente para falar o absurdo que acontece, a “tropa de choque” num instante descaminha a pessoa e encaminha-nos para o “Fiscal de Caixa” que diz acintosamente   que só existe um ensacador e que devemos esperar, depois de uma fila enorme e dos produtos à espera de um milagre, saímos com mais um exemplo baiano de absurdo.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IWA

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui