Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
264 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57924 )
Cartas ( 21204)
Contos (12783)
Cordel (10233)
Crônicas (22048)
Discursos (3145)
Ensaios - (9188)
Erótico (13447)
Frases (45006)
Humor (18866)
Infantil (4083)
Infanto Juvenil (3105)
Letras de Música (5496)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138507)
Redação (2982)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2415)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5174)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->MULHER NUA -- 21/01/2004 - 14:10 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
MULHER NUA
Versos de José Virgolino de Alencar, em jan/2004

Uma mulher se desnudando,
Dois voieurs a olhando,
Três com ela transando,
Quatro nos peitos mamando,
Cinco na fila esperando,
Seis aos poucos chegando,
Sete atrás ameaçando,
Oito de longe espiando,
Nove disso se afastando,
Dez veados nem ligando.

Uma mulher provocando,
Dois cidadãos reclamando,
Três padres se chocando,
Quatro professores lamentando,
Cinco alunos só brechando,
Seis gaiatos debochando,
Sete velhinhos brochando,
Oito pinguços se embriagando,
Nove moleques se drogando,
Dez puritanos se safando.

Uma mulher rebolando,
Dois guardas policiando,
Três cabos vigiando,
Quatro sargentos comandando,
Cinco oficiais bufando,
Seis chefões só flanando,
Sete políticos enrolando,
Oito intelectuais desdenhando,
Nove promotores acusando,
Dez juízes não julgando.

Um cidadão se indignando,
Dois a ele se juntando,
Três valentes ameaçando,
Quatro pastores pregando,
Cinco beatos rezando,
Seis ateus apoiando,
Sete eunucos babando,
Oito mulheres invejando,
Nove sapatas se excitando,
Dez sobre moral falando.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui