Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
89 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57095 )
Cartas ( 21170)
Contos (12595)
Cordel (10090)
Crônicas (22210)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13401)
Frases (43742)
Humor (18479)
Infantil (3788)
Infanto Juvenil (2712)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138305)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4887)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Falta de Educação ou Incapacidade? -- 29/11/2014 - 17:45 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA Instagram:marceloescritor) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Como Salvador não têm tantas opções de lazer, os pais correm para os Shoppings para tentar oferecer um passeio interessante para seus rebentos.
Uma das opções prediletas para as crianças no Shopping Iguatemi é o Playland, tem dias que fica lotado, como no dia de domingo, que é impraticável frequentar aquele disputado local.
Como o lugar têm uma gama enorme de frequentadores, os funcionários devem estar preparados para inúmeros incidentes e também têm que estar sempre dispostos a novas aventuras, pois trabalhar com crianças e com pais estressados ou até sem educação não é fácil.
É o caso que aconteceu no sábado, dia 29/11 no parque infantil, onde tem uma grande escorregadeira, a atração é bastante disputada pelas crianças, quanto a isso tudo bem, mas não podemos aceitar que os pais empurrem seus filhos na fila, praticamente obrigando os pequeninos a furar a fila na frente de outras crianças, um verdadeiro exercício de deseducação, que o funcionário tem a obrigação de chamar a atenção do (ir) responsável que obriga o seu filho a praticar tal ato.
No final ficamos eu e minha filha prejudicados com a falta de educação dos pais e a incapacidade do funcionário de tomar decisões, ficando somente a esperançosa garota sem entrar no brinquedo, esperando 15 minutos para terminar a seção.
Após esse tempo de espera teve um menino que urinou no brinquedo tendo que interditar o local, saímos um mais consternado que o outro pois eu não ia me estapear com pai nenhum por um brinquedo ou por fila, mas a casa tem que tomar providências, pois a funcionária não soube tomar atitude quanto à invasão, mesmo a gente chamando diversas vezes atenção, sobre o que estava ocorrendo, mas soube impugnar a entrada da única criança à sua melhor diversão.

Marcelo de Oliveira Souza,IWA

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui