Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
206 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58142 )
Cartas ( 21211)
Contos (12862)
Cordel (10239)
Crônicas (22086)
Discursos (3147)
Ensaios - (9227)
Erótico (13452)
Frases (45294)
Humor (18937)
Infantil (4159)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138711)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O assédio religioso no futebol. -- 27/11/2014 - 15:44 (Marco Túlio de Souza) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

O assédio religioso no futebol.

 

Há muito tempo estou observando o assédio religioso no futebol (estou me referindo ao futebol porque é o que eu mais assisto e acompanho).

Fico eu imaginando o que esses garotos das categorias de base devem sofrer nas mãos desses extremistas religiosos no futebol.  

Imaginem um menino de quinze anos pobre tentando ser um jogador profissional e de repente ele vai jogar no Cruzeiro Esporte Clube (que virou estado evangélico).

Coitado!

Ter que aguentar Fábio, Pastor Ceará, Dagoberto (que de santo não tem nada), Nilton (a mulher do cara sonhou ou teve um delírio) e mandou a fazer uma bandeira imensa com os dizeres “Deus é á gloria” e a idiota da torcida ainda leva essa bandeira para o campo (isto é apologia religiosa) o Cruzeiro Esporte Clube deveria ser punido pela FIFA (não é permitido nenhum tipo de apologia seja ela racista, homofóbica, religiosa nos estádios de futebol).

Para vocês jornalistas recém-formados façam uma tese sobre isto “O assedio religioso nos bastidores do futebol” mexam nesta ferida, neste câncer que está acabando com a alegria do futebol.

Alguns exemplos de comentários de jogadores após o fim do jogo:

Primeiro: tiram a camisa do clube que paga o salário deles e mostram a outra camisa com apologias religiosas.

Segundo: se o time ganha foi abençoado por Deus e outro que perdeu foi abençoado pelo capeta.

Futebol não é igreja vai pregar em outro lugar.

Bonzinhos...

Autor: Marco Túlio de Souza

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui