Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
60 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59107 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9435)

Erótico (13481)

Frases (46494)

Humor (19273)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138218)

Redação (3051)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5518)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Para Jorge Sales (ou -- 19/01/2004 - 01:25 (Georgina Albuquerque) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Jorginho, meu bom amigo,
eu garanto e ratifico,
por Deus e Santo Expedito,
o que Daniel falou.
Em janeiro do outro ano,
que já foi, mas nos lembramos,
em sonho lhe visitamos,
os que a estrada não levou.
Daniel ficou bem perto,
Egídio e Airam, decerto,
mas, inda assim, a amizade,
pra junto nos deslocou.
Naquele telefonema,
as vozes se conhecendo,
mais fácil compor no sonho,
a amizade que logrou.
A casa feita de mel,
o roseiral que perfuma,
o carinho da família,
amigos que cultivou.
Todos, por certo, bem juntos,
alegria e harmonia,
desfrutando a companhia
com ternura e muito amor.
São Tomé estava errado,
na história do ver pra crer,
há coisas que a gente sente:
- e a prova disso é você!



Leia também:

Prezado amigo Jorge.Um ano depois.


.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui