Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
133 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57788 )
Cartas ( 21194)
Contos (12699)
Cordel (10214)
Crônicas (22324)
Discursos (3143)
Ensaios - (9130)
Erótico (13430)
Frases (44614)
Humor (18718)
Infantil (3977)
Infanto Juvenil (2918)
Letras de Música (5483)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138441)
Redação (2958)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1931)
Textos Religiosos/Sermões (5054)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->O QUE SE PENSA NEM SEMPRE ACONTECE -- 31/12/2003 - 11:38 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
NEM TUDO QUE O HOMEM PENSA NA EXISTÊNCIA ACONTECE
José de Sousa Dantas, em 31/12/2003

Muita gente já pensou
que o mundo ia se acabar,
vindo a se desanimar,
sua rotina mudou;
até promessa pagou,
rezou e fez uma prece,
ficou como se estivesse
sofrido de uma doença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Criança, jovem e adulto,
herege, papa ou pastor,
não há distinção de cor,
seja analfabeto ou culto,
no seu pensamento oculto,
o que sente lhe fornece
a energia, que aquece,
que impulsiona e imprensa.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Feitiço é pro feiticeiro,
quem roga praga se estraga,
cá se faz e cá se paga,
último pode ser primeiro,
pensa alto o cachaceiro,
o taciturno padece,
desanimado esmorece,
ódio não traz recompensa.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

O homem vive a sonhar,
seja dormindo ou acordado,
nem tudo é realizado
do jeito que imaginar,
mas continua a buscar
na vida toda benesse,
que constitui uma messe,
os sonhos são de nascença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Um quer ser milionário,
outro quer ser presidente,
nunca falta pretendente
para ser dignitário,
pelo seu imaginário,
persiste, intenta, apetece,
mesmo sofrendo um estresse,
não desiste da querença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Até contra a natureza,
tem gente que pede a DEUS,
pra atender apelos seus,
apesar da incerteza,
está sujeito a surpresa,
de vez em quando encarece,
o tempo não obedece,
passa e não pede licença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Analise uma mulher,
querendo um príncipe encantado,
pra ficar sempre a seu lado,
paquera e o rapaz não quer,
para ela é um mister,
dele gosta e não se esquece,
porém ele permanece
com a mesma indiferença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Todo ser humano tem
os seus sonhos ideais,
se empenha, vai atrás,
muitas vezes vai além;
consegue alguns e mantém
sua força e não fenece,
insiste, mas reconhece,
pode perder a sentença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem tudo que brilha é ouro,
nem tudo qu’eu penso escrevo,
nem tudo que eu pago devo,
nem toda bota é de couro,
nem toda lágrima é de choro,
tudo, tudo não se esquece,
nem toda planta floresce,
nem todo ataque é ofensa.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem todo sonho será
realizado e perfeito,
nem tudo que é direito
é justo e não falhará,
nem toda mina é maná,
nem tudo é como parece,
nem todo festa é quermesse,
é de trivial sabença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem que chova canivete,
nem todo pano é fazenda,
que nem tudo aqui é lenda,
nem tudo que se promete
se cumpre e não se repete,
nem tudo que se oferece,
quem receber, agradece,
a diferença é imensa.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem toda obra se prima,
nem toda nota é um tom,
nem tudo que é novo é bom,
nem todo verso tem rima,
nem tudo que está em cima,
tem poder e prevalece,
nem tudo que aborrece,
nem sempre a gente dispensa.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem tudo que se enfrenta
pode ser modificado,
nem tudo é realizado,
da forma que se inventa,
nem tudo que se apresenta,
no cenário permanece,
nem tudo que sobe desce,
nem todo acordo é avença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem todo santo é bondoso,
nem todo chão é país,
nem todo rico é feliz,
nem todo grande é famoso,
nem todo sangue é honroso,
nem todo mundo conhece
a linguagem que enternece,
nem tudo marca presença.
Nem tudo que o homem pensa
na existência acontece.

Nem tudo que fito eu vejo,
nem todo fim tem começo,
nem tudo bom tem seu preço,
nem tudo bonito almejo,
nem tudo que é bom desejo,
nem toda dança é baião,
nem todo amor, ilusão,
nem todo belo é beleza,
nem toda luz é acesa,
nem toda crença é em vão.

Nem todo inteiro é total,
nem tudo é cor de rosa,
nem toda flor é cheirosa,
nem todo dia é igual,
nem toda lei é legal,
nem tudo é contemplação,
nem tudo é obsessão,
nem todo rei tem seu trono,
nem todo cão tem seu dono,
nem toda regra, exceção.

Nem todo verso é medido,
nem tudo que corre cansa,
nem sempre se espera alcança,
mas nem tudo é permitido,
não há nada escondido,
que não seja revelado,
nem todo mar é salgado,
nem tudo que sobra é lixo,
nem tudo que é feio é bicho,
nem todo réu é culpado.

Nem toda mãe é querida,
nem tudo é POESIA,
nem tudo tem harmonia,
nem tudo é fácil na vida,
há subida sem descida,
nem toda estrada é caminho,
nem toda ponta é espinho,
nem todo rico tem carro,
nem toda mulher agarro,
nem todo beijo é carinho.

Nem todos livros eu leio,
nem todo pau dá canoa,
nem todo pássaro voa,
nem tudo que vejo creio,
nem todo carro tem freio,
nem todo anel é brilhante,
nem toda cor tem corante,
nem toda mulher é bela,
nem toda arte é singela,
nem toda música é dançante.

Nem todo rico é barão,
nem todo amarelo é cor,
nem toda graça é favor,
nem todo azedo é limão,
nem tudo brota do chão,
nem todo rogo é ouvido,
nem todo pleito é vencido,
nem toda fruta se come,
nem todos zelam o bom nome,
nem todo achado é perdido.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 69Exibido 1799 vezesFale com o autor