Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
72 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57099 )
Cartas ( 21170)
Contos (12597)
Cordel (10091)
Crônicas (22211)
Discursos (3136)
Ensaios - (9014)
Erótico (13402)
Frases (43745)
Humor (18482)
Infantil (3789)
Infanto Juvenil (2713)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138308)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4888)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->MEU DESEJO PARA AS PESSOAS -- 30/11/2019 - 11:26 (Rodrigo Mendes Delgado) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

MEU DESEJO PARA AS PESSOAS

 

 

Desejo apenas que as pessoas sejam felizes ao percorrerem os caminhos que escolherem para si mesmas. Que não fiquem reclamando, mas, com maturidade, aceitem as consequências dos atos praticados.

 

Desejo que exista um grande respeito entre todos. Em especial pelas escolhas alheias.

 

Desejo que as pessoas possam escolher suas crenças livremente, sem que recebam críticas infundadas daqueles que lhes estão próximos. O caminho da fé é muito particular e nem todo caminho funciona para todos. Cada pessoa tem seu caminho e necessita de certas e determinadas experiências que, na generalidade dos casos, não dizem respeito a ninguém. Meu caminho é meu caminho, o caminho do outro, apenas do outro.

 

Desejo que as pessoas não imponham sua forma de pensar e interpretar o mundo em que habitam. Há um velho questionamento que sempre perseguiu o homem e que se traduz na atemporal pergunta: “Qual o sentido da vida?”. Durante muitos anos pensei a respeito. Descobri que meu maior erro foi acreditar que havia apenas uma resposta. Hoje, um pouco mais maduro, penso que existam tantas respostas quanto o número de habitantes no Universo. Não existe uma resposta. Exista a resposta que melhor se adequa à visão e evolução de um ser. Não ousaria utilizar o vocábulo “pessoa” ou “ser humano”, porque seria muita miopia de minha parte acreditar que não há vida em outros planetas, ou que os outros seres vivos do planeta Terra não tenham sua própria visão da realidade e sua própria resposta para o questionamento precitado.

 

Desejo que as pessoas possam, pelo menos, tentar compreender as histórias de seus semelhantes. Todos, indistintamente, somos o resultado de várias experiências, traumas, desgostos, problemas, desafios, lutas, derrotas, vitórias, e tantas outras circunstâncias psicológicas que seria infantilidade ignorar a história por trás da história. Por isso, é necessário ter empatia. Sempre devemos nos colocar no lugar do outro e tentar olhar pelos olhos alheios. Nisso, talvez, resida a verdadeira essência do que se chama “humanidade”.

 

Desejo que as pessoas possam manifestar suas opiniões sem imposição ou ofensas. Cada um pensa de uma forma e isso não pode mudar a forma como penso. É necessário desenvolver a capacidade de se manter fiel às próprias ideias sem se perturbar com as alheias. Quem desenvolve raiva ou ódio acerca da forma com que o outro pensa é porque não acredita naquilo que prega. Logo, a culpa não é do outro, mas própria. É chegado o momento de se assumir a autorresponsabilidade. Sou responsável por mim mesmo. Os outros não são responsáveis por minhas misérias, limitações, falta de garra, coragem e vontade de ir em frente.

 

Desejo, enfim, que as pessoas optem pelo conhecimento, ao invés da ignorância, pela lucidez, ao invés da insanidade, pela compreensão, ao invés do julgamento, pela razão, ao invés da peste emocional.

 

Rodrigo Mendes Delgado

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui