Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
63 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57086 )
Cartas ( 21170)
Contos (12604)
Cordel (10090)
Crônicas (22209)
Discursos (3136)
Ensaios - (9013)
Erótico (13401)
Frases (43722)
Humor (18474)
Infantil (3784)
Infanto Juvenil (2709)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138292)
Redação (2926)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4882)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



p1:0 == p2:0 === br:136
Artigos-->Aguenta, quero luz -- 13/12/2013 - 23:35 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Aguenta, quero luz



Ando de corda em corda

mas não somente

de equilibrista

ando de corda em corda

desapertando nós



Você por outro lado me esquece

não deve haver um motivo

para me segurar

é isso que me parece

e eu

não acredito em prece



algo que me incomoda

é moda

portanto te quero antigo

ou pelo menos sem dar a mínima

a essas coisas que dizem



antigo não é mesmo o termo

te quero

original

como nunca vi qualquer tipo

sei que nos corações

não fazem repetições

então é que quero achar

a ti somente como tu



e mesmo que te pareça

que estes versos são nus

não há problema nem drama...



eu desatando nós, cordas em bambas tortas

são estes versos horta

e nela aparece a luz



Mesmo sem importância

para qualquer mortal

você não sabe da acácia

mas falo aqui comigo, teço minhas violetas

planto os abacaxis



tudo falando alto mesmo sem você ouvir

eu vou passando a vida bem no corpo que tenho

vou desatando nós

nestas plantas e aorta



sou ciente da bobagem

de gostar tanto da vida

fazer de conta que dura

muito mais que uma vida.

Por isso desato nós

gosto de luz e sombra.

E é por isso também;

pode passar o tempo

que aguento a insignificância

em troca de originais



vou desatando o tempo

também

desato nós dois









Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 115 vezesFale com o autor